Praças e quadras continuam abandonadas pela atual administração

Geral
Guaíra, 18 de fevereiro de 2016 - 08h59

Moradores afirmam que há meses que alguns locais públicos encontram-se danificados, oferecendo perigo às crianças, já que se tornaram pontos de uso de drogas

 

Em outubro do ano passado, o Jornal o Guaíra denunciou o estado de abandono em que se encontram as quadras poliesportivas do Bairro Cohab I. Agora, além destes espaços, algumas praças também estão sofrendo com a má administração.

O Centro Esportivo Luiz Carlos Emídio “Pastel”, que foi reformado em março de 2014, está com o bebedouro estragado e sem água, tanto para consumo, quanto nos sanitários. Os banheiros também estão em péssimas condições. O local possui aparência de não receber limpeza há tempos e está com algumas janelas quebradas.

Moradores próximos ao local afirmam que a quadra se tornou ponto para uso de drogas e o parquinho está com a mesma areia há anos, nunca trocada, com um péssimo cheiro.

Dentro de um dos cômodos do Centro, reside o servidor Antonio Carlos, dormindo dentro de um banheiro, em um colchonete, sem qualquer estrutura adequada.

De acordo com a chefe do Departamento de Serviços Urbanos, Patrícia Gonçalves, alguns locais públicos possui zeladores e funcionários para limpar, mas como algumas torneiras estão quebradas, não há como realizar a limpeza. Segundo ela, o setor de Obras ficou é responsável pela manutenção dos espaços.

A Quadra de Esportes Ezualdo Monteiro “Zum”, que recebe dezenas de munícipes diariamente para jogos e entretenimento, também encontra-se com seu bebedouro estragado. As crianças e jovens afirmam que há meses que o lugar está assim.

O Centro Esportivo Vicente Lacativa, que está abandonado há anos e que inclusive será derrubado para a futura construção das casas populares, se tornou local para o uso de drogas. O lugar está em extremas condições, com muito lixo espalhado dentro dos dois antigos sanitários. Há todos os tipos de lixo, restos de construção e de equipamentos usados para consumo de drogas, objetos queimados, além de um odor insuportável.

Os residentes do bairro pediram para que a prefeitura resolva o problema, pois houve aumento de usuários de droga nas proximidades e nos finais de semana, quando munícipes utilizam os campos de futebol, não podem deixar as crianças brincarem pois temem que elas acabem sofrendo algum acidente.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente