Produtores de Mato Grosso estão proibidos de plantar soja até o dia 15 de setembro

Agro
Guaíra, 26 de junho de 2016 - 08h07

A medida é defendida pela Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosa da CNA, como forma de controlar a ferrugem asiática

O vazio sanitário, período de ausência total de plantas vivas e de cultivo de soja nas lavouras, começou no dia 15 de junho, no estado do Mato Grosso. Com a medida, fica proibida a plantação do grão até o dia 15 de setembro. O descumprimento gera multa ao produtor, conforme estabelece a Instrução Normativa nº 2, de 29 de janeiro de 2007, que visa fortalecer o sistema de produção agrícola da soja, unindo ações estratégicas de defesa sanitária.

O principal foco da medida é quebrar o ciclo de desenvolvimento da doença da ferrugem – fungo que sobrevive e se multiplica somente em hospedeiros vivos. Com a ausência de plantas vivas durante o período de vazio sanitário o fungo não encontra seu hospedeiro preferencial, durante um período suficiente para reduzir drasticamente a sua população (os esporos são viáveis até no máximo 55 dias).

A Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) defende o recurso do vazio sanitário junto ao setor, uma vez que é considerada uma ferramenta de controle da ferrugem asiática, doença que provoca a desfolha precoce da planta impedindo a completa formação dos grãos, reduzindo significativamente a produtividade.

A medida possui diferentes períodos de restrição de plantio para cada região, variando de 60 a 137 dias. O vazio sanitário já é adotado em 11 estados (Tocantins, Maranhão, Pará, Bahia, Rondônia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Paraná) e no Distrito Federal. (CNA)


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Agro
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente