Reunião na Câmara discute situação dos moradores de rua

Os vereadores, representantes da administração municipal, entidade, Guarda Civil e Polícia Militar analisaram ações realizadas, discutiram atual situação e apresentaram soluções para o problema

Cidade
Guaíra, 14 de fevereiro de 2019 - 10h58

Na última quinta-feira, 7, a Câmara Municipal sediou uma reunião entre vereadores, representantes do poder público municipal, entidade e forças policiais, para tratar da situação dos moradores de rua da cidade.

O encontro foi uma solicitação da vereadora Maria Adriana de Oliveira Gomes, que verificou um crescimento da população de moradores de rua, mais especificamente nas praças do bairro Vila Aparecida e Terminal Rodoviário. A proposta foi acatada pelo presidente da Casa de Leis, José Reginaldo Moretti, que definiu a data, formalizou os convites e coordenou o evento.

“Dialogamos, ouvimos os projetos já desenvolvidos e propusemos novas ações para esta situação que atinge a comunidade”, disse Moretti.

Compareceram também: o Diretor de Assistência Social, José Reinaldo dos Santos Júnior; o Comandante da Polícia Militar, André Luiz Hannickel; o comandante da Guarda Civil, Esmeraldo Palhares Alves; o representante do Conselho Tutelar, Sérgio Saito Filho; a assistente social da ALAR, Lauriane Vilas Boas; e os vereadores Moacir João Gregório e Jorge Domingos Talarico.

Na ocasião, cada órgão de segurança apresentou as ações que desenvolvem na área de acolhimento, assistência e orientação das pessoas que estão nestas condições. Um dos problemas destacados por Hannickel é que em Guaíra a população é solidária e acaba auxiliando estes andarilhos com doações, favorecendo que eles permaneçam na cidade e, consequentemente, formem grupos que fazem das praças suas moradas.

O Diretor de Assistência também apresentou números sobre o Albergue Municipal e as ações que seu setor realiza no atendimento. Ele disse que a prefeitura irá iniciar o projeto “Trabalho Cidadão” e que a maioria desses moradores será incluída no programa. A assistente social da ALAR também fez um resumo das atividades desenvolvidas pela Associação, com encaminhamentos e até internações em clínicas de reabilitação.

O vereador Moacir evidenciou que é preciso buscar, por meio do poder público e a própria sociedade, uma solução para amenizar essa situação e destacou a necessidade da criação de um programa contínuo para evitar o crescimento da população de moradores de rua. Jorge Domingos contou que esta é uma realidade que atinge todos os municípios, mas que é preciso que o poder público promova ações para amenizar o caso de Guaíra.

Já a vereadora Maria Adriana de Oliveira Gomes, que, inclusive, foi diretora de Assistência Social na gestão passada, explicou os motivos da reunião, uma vez que a própria população fez cobranças em redes sociais sobre o assunto. Ela fez um resumo da realidade da cidade e disse que é preciso unir forças. A parlamentar citou a proposta de criação de um modelo inspirado no Centro POP (serviço especializado em atendimento da população em situação de rua), que é um local que visa oferecer atendimento humanizado mais direcionado no resgate da cidadania de cada uma dessas pessoas.

Maria Adriana ainda aproveitou o momento da reunião para reforçar o pedido de reforma da praça Nossa Senhora Aparecida, bem como o desenvolvimento de atividades esportivas e socioculturais visando atender a comunidade daquela região. Ao final do encontro, foram definidas algumas medidas a curto prazo a serem adotadas pelos órgãos públicos, bem como efetivar os serviços já oferecidos aos moradores de rua, favorecendo assim o resgate dos mesmos e a participação de suas famílias em seus processos de recuperação.




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos