Santa Casa atrasa novamente o pagamento dos médicos dos plantões de especialidades

Geral
Guaíra, 20 de outubro de 2016 - 08h00

Na tarde de ontem, a equipe de intervenção do hospital realizou reunião com os profissionais e lhes informou que o salário será depositado no próximo dia 25 de outubro

 

Os problemas no setor de saúde do município se repetem, mês a mês. Novamente, os médicos da Santa Casa de Misericórdia de Guaíra, que atendem o SUS, estão com seus salários atrasados.

Os profissionais disseram que já estão cansados de ter que “brigar” para receberem o que lhes é de direito. Na última terça-feira (18), eles protocolaram documento informando ao interventor do hospital, Wellington Campos, de que os atendimentos hospitalares seriam suspensos ao SUS e nos plantões de especialidades, pela falta de pagamento dos honorários, assim como a falta de respeito com os prestadores de serviços, que sempre honraram com seus compromissos e que continuam atendendo os pacientes, mesmo com os salários em atraso.

A informação sobre uma possível paralisação também foi repassada ao prefeito Sérgio de Mello, já que a Santa Casa afirma que a prefeitura não está fazendo o repasse à entidade da maneira como havia sido acordado.

Na tarde de ontem, a equipe de intervenção do hospital realizou reunião com os médicos e lhes informou que o pagamento será realizado no próximo dia 25 de outubro.

“Infelizmente estamos passando por estes infortúnios todo o mês. Precisamos ‘brigar’ para receber o que nos é de direito. Quem mais sofre é a população, que corre o risco de ficar sem o atendimento médico adequado pela falta de administração”, afirma um dos médicos, que não quis se identificar para não sofrer represálias.

Os profissionais aguardam agora um retorno positivo da Santa Casa e que o interventor cumpra com o que foi negociado. “A direção do hospital prometeu pagar dia 25 e nos disse que, a partir da agora, os pagamentos serão próximos a esta data e não mais próximo ao dia 10”, explica.

 

HORAS EXTRAS

O atraso no pagamento das horas extras dos servidores da prefeitura também está atrapalhando o setor de saúde do município.

Motoristas e médicos, entre outros cargos, cumprem horas além do expediente pela alta demanda de serviços e pouco efetivo. Assim, se eles não realizam o trabalho, não há quem os substitua. É o caso do bairro São José do Albertópolis, que está sem ambulância para transportá-los à Santa Casa e ao Pronto Socorro, após às 18h, nos finais de semana e feriado.

O Jornal O Guaíra foi informado de que um médico, que atende em uma Unidade Básica de Saúde, não atendeu os pacientes que o aguardavam nesta semana, pois seu trabalho no local faz parte de seu plantão, que não foi pago pelo governo.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente