Segurança: Câmara aprova projeto que obriga bancos e lotéricas a instalarem câmeras

Geral
Guaíra, 28 de setembro de 2017 - 09h57

As instituições privadas deverão implantar o sistema de monitoramento em suas fachadas para inibir a ação de criminosos, tanto em furtos de caixas eletrônicos quanto nas famosas “saidinhas”

Durante a última sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada na noite desta terça-feira (26), os vereadores aprovaram o projeto de lei nº 06, de 28 de agosto de 2017, que obriga a instalação de sistema de segurança e monitoramento por câmeras de vídeo nas áreas externas das agências dos correios e das instituições bancárias e financeiras de Guaíra.

Segundo o documento, a iniciativa privada deverá fazer e manter essa instalação em funcionamento, com quantidade o suficiente para abranger todo o seu entorno, durante 24h por dia, com visão de, no mínimo 180° graus.

Autor do projeto, o parlamentar Rafael Talarico agradeceu a aprovação unânime dos edis e enfatizou a importância do projeto para a cidade. “Agradeço a todos por aprovarem o documento. Muito em breve, tenho certeza que as câmeras também vão ser instaladas pela rede pública. Guaíra precisa e vamos brigar para isso. Juntamente com as câmeras das agências bancárias, esse monitoramento vai trazer muita segurança para a população. Vamos lutar para que sejam implantadas o mais rápido possível”, anotou.

De acordo com ele, as imagens capturadas pelas câmeras de vídeo deverão possibilitar a identificação e o reconhecimento das pessoas que transitarem pelos locais protegidos. “Esse sistema será na parte externa das agências. Isso vai inibir muito, principalmente a famosa saidinha de banco, onde aposentados são abordados e furtados, e também os roubos a caixa eletrônicos. Em Franca, onde esse projeto já foi implantado, o índice desse tipo de crime é praticamente zero”, exemplificou.

Segundo Talarico, os arquivos com as imagens gravadas deverão ser armazenados em local adequado e seguro em poder do estabelecimento, ficando à disposição das autoridades, sendo preservados pelo período mínimo de 90 dias. “Na hora que o município também implantar o sistema de câmeras, todos os equipamentos vão ser interligados, deixando a polícia de pronto ao embate contra os criminosos.”

Para o vereador José Mendonça, esta nova lei irá beneficiar a segurança da cidade. “Parabenizo o Rafael pela iniciativa. É de extrema necessidade e segurança dos cidadãos. Infelizmente, temos algumas câmeras da rede pública desde a época do ex-prefeito José Carlos e elas ainda não estão funcionando, não estão sendo monitoradas e é importante que termine a instalação delas adequadamente e que também se instale nessas agências, bancos e correios. Espero que o prefeito também nos atenda e instale essa câmeras da prefeitura muito em breve.”

Edvaldo Morais também elogiou o documento. “Os banqueiros – quero deixar bem claro que são os donos dos bancos – se deixar levam 30% do que o povo brasileiro ganha. Os bancários lutam todos os dias para atender milhares de pessoas e ganham muito pouco. As câmeras vão melhorar muito, vão identificar veículos que possam roubar os bancos. E vamos fazer os bancos cumprirem, porque vai ser lei municipal”, disse.

E José Reinaldo Jr. complementou: “Quero enaltecer o projeto do vereador, é importante que a gente regulamente várias situações dentro da cidade, principalmente na iniciativa privada, que usa do serviço público e precisa dar essa contrapartida. Os bancos são instituições que recebem muito dinheiro. O retorno e o faturamento é muito alto e eles precisam devolver isso, no mínimo, com um pouco de segurança para Guaíra. Tenho certeza que a comunidade vai ter muito benefício com esse projeto.”

Caio Cesar Augusto retratou o cenário do país e o quanto atitudes como essa minimizam os problemas da criminalidade no município. “É um projeto de grande importância. Sabemos que a segurança, não só em Guaíra mas no Brasil, está complicada e temos que fazer virar lei municipal e cobrar para que realmente funcione isso.”

A parlamentar Maria Adriana também comentou sobre o projeto. “Estamos vivenciando no nosso dia a dia muitas questões de violência e criminalidade e essa instalação vai minimizar e intimidar aqueles que queiram praticar algum delito, além de, principalmente, defender os funcionários e os cidadãos dentro dessas agências”, finalizou.

A Câmara aguarda agora a aprovação da prefeitura. Rafael Talarico ainda explicou que a partir do momento em que o Executivo implantar o projeto, os estabelecimentos terão o prazo de 180 dias para se adequarem às exigências estabelecidas. “Cabe ao prefeito agora implantar e vai ter uma multa diária se passar dos dias para colocar em prática.”



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente