Sérgio de Mello alega que chaves de papelão eram símbolos para combater a especulação imobiliária

Cidade
Guaíra, 10 de abril de 2016 - 08h28

De um lado, cidadãos guairenses guardam suas “chaves” com a esperança de receberem sua casa própria. Do outro, o prefeito rebate que este objeto foi uma forma simbólica de representar seu compromisso no combate à especulação imobiliária da cidade

As chaves de papelão com o slogan das 1000 casas populares distribuídas durante um comício no bairro Aniceto Carlos Nogueira ainda são guardadas por aqueles que foram iludidos com a promessa de realização do sonho da residência própria, na eleição de outubro de 2012.

Porém, em uma entrevista concedida à Rádio Cultura nesta última semana, o prefeito Sérgio de Mello disse qual foi a real intenção ao entregar estes objetos para a população guairense. “Na verdade, as mil chaves foram uma forma simbólica de representar, durante a campanha, nosso compromisso de combater a especulação imobiliária em Guaíra, de desenvolver um programa habitacional que realmente pudesse a começar a diminuir e a resolver o déficit habitacional de nossa cidade, que está superior a mais de três mil moradias”, declarou.

O governante ainda destacou que a ideia de entregar estes papelões, que acenderam uma esperança de casa própria em muitas famílias, foi de um cidadão. “Foi até a sugestão de um popular pra gente realmente simbolizar esse compromisso que estávamos assumindo e que nós não abandonamos em nenhum momento. Desde o primeiro dia de governo estamos viabilizando nosso programa habitacional”, completou.

Desde que assumiu o governo em 2013, Sérgio de Mello e seu vice-prefeito, Denir Ferreira dos Santos, priorizaram construção de casas, mas esqueceram-se de cuidar dos serviços essenciais.

O que deveria ser um projeto de fácil execução, como bem informou durante a eleição, tornou-se motivo de noites e noites sem sono dos administradores do Paço Municipal e políticos ligados à base aliada.

Nem mesmo a grande abertura que o prefeito eleito sempre manifestou ter no Governo Federal foi suficiente para que as 1000 casas começassem a ser erguidas, desde o início de seu mandato, e o projeto pudesse, enfim, ultrapassar as milhares até final de 2016.

Assim que assumiram a prefeitura, o prefeito e o vice divulgaram uma série de informações ligadas a construção das residências; diversas manchetes que deixaram a população com grande expectativa do projeto se tornar realidade. Até o momento, nenhuma casa foi erguida e não há previsão de que a promessa seja cumprida.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente