Sessão ordinária da Câmara Municipal aprova projetos e recebe novo vereador

Geral
Guaíra, 1 de setembro de 2016 - 09h55

Sebastião Vancim ocupou a cadeira que era de João José de Oliveira e desabafou sobre sua situação com a atual gestão do município

A sessão ordinária da Câmara, realizada na noite desta última terça-feira, 30, foi marcada com a aprovação de projetos de lei e a presença de um novo vereador: Sebastião Vancim.

Os vereadores aprovaram três projetos de autoria do Executivo Municipal: de nº 27, de autoria do Executivo Municipal, que dispõe sobre a atualização das alíquotas de contribuição do Plano de Custeio e aporte financeiro para financiamento do déficit técnico, do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Guaíra; de nº 28, de autoria do Executivo Municipal, que dispõe sobre normas para obtenção do alvará de licença e funcionamento de feiras, bazares, ou eventos similares itinerantes de venda e varejo ou no atacado do Município de Guaíra e dá outras providências; e projeto de Lei nº 29, de autoria do Executivo Municipal, que altera a Lei Complementar Municipal 2759 de 29 de Abril de 2016, dispondo sobre o desdobro referente fracionamento de um lote edificável para fins urbanos e dá outras providências.

Os parlamentares também aprovaram o projeto de lei nº 04/2016, de autoria do Vereador Cecílio José Prates, que institui o dia municipal de serviços do Lions Clube.

TIÃO VANCIM

O vereador Sebastião Vancim substituiu a cadeira de João José de Oliveira, que deixou a Casa de Leis no dia 16 de agosto, após perder a ação no Tribunal Regional Eleitoral. João foi condenado a se retirar do Legislativo depois de ter protocolado, no Cartório Eleitoral, sua saída do Partido dos Trabalhadores, no dia 02 de fevereiro de 2016, sem justa causa.

Vancim utilizou seu pronunciamento  para saudar seu companheiro, João Enfermeiro. “Tenho ele como amigo, que merece todo o meu respeito e minha consideração. Quero me solidarizar com ele porque sei também como é difícil um trabalho sério ser interrompido por questões burocráticas, por questões técnicas. Eu também passei por isso. Tive o meu trabalho sério interrompido quando estivea serviço do executivo no início dessa gestão”, declarou.

De acordo com o parlamentar, ele passou por intensos problemas quando teve de deixar seu cargo na prefeitura e não recebeu respaldo algum da atual administração. “Eu atribuo a interrupção desse meu serviço à omissão de alguns e a falta de uma assessoria jurídica que nos desse respaldo, que nos desse orientação correta e também nos defendesse se fosse preciso, porque, afinal de contas, estávamos ali à serviço da administração. Isso não aconteceu comigo e optaram por nos excluir e nos condenar a passar por um verdadeiro linchamento moral e eu me senti realmente como um bagaço de laranja jogado no cesto de lixo. Foi muito triste, mas tive que me superar e me defender e, graças a Deus, estamos no final dessa nossa defesa e vamos sair dela, se Deus quiser sem nenhuma sequela. Afinal de contas, estamos coma consciência tranquila de que não cometemos crime algum”, contou.

O vereador ressaltou que está agora sem vínculo partidário e totalmente a serviço da comunidade guairense para reivindicar seus direitos até dezembro de 2016, já que optou por não concorrer às eleições deste ano.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente