Setor de Obras justifica “modo” de operação tapa buracos da prefeitura

Vídeo publicado por cidadão na última semana mostrou serviço “mal feito” pelos servidores da prefeitura na Avenida 7; José Emygdio justificou que trabalho é provisório enquanto o recapeamento não chega nesses locais mais urgentes

Cidade
Guaíra, 3 de fevereiro de 2020 - 13h48

Na última semana, um vídeo de um cidadão guairense percorreu as redes sociais mostrando o serviço de tapa buracos realizado pelos servidores da prefeitura. Com a publicação, internautas questionaram o governo sobre o recapeamento e o alto valor de R$ 10 milhões de empréstimo que foi retirado pelo Executivo Municipal para arrumar quase todas as vias públicas da cidade.

Na postagem, o empresário filma como ficou parte da Avenida 7 após trabalhadores jogarem massa asfáltica nos buracos da área. O problema é que, como não passaram a máquina por cima, parte da massa não foi compactada corretamente. “A meu ver, um serviço ‘meia-boca’, não sei quanto tempo isso vai aguentar, porque tampa uns, os outros menores não”, diz o morador no vídeo.

O guairense ainda mostra que a compactação não foi feita por causa de uma moto estacionada. “Fizeram o serviço pela metade porque tem uma moto. Primeira chuva que der vai levar tudo embora.”

O Jornal O Guaíra procurou José Emygdio de Oliveira Neto, chefe do departamento de obras e manutenção de próprios públicos, para maiores esclarecimentos. De início, o responsável pelo setor adiantou que o tapa buracos feito pelos servidores da prefeitura, como foi o caso da Avenida 7, não tem relação com a operação de recuperação das vias públicas do empréstimo de R$ 10 milhões. “É uma medida provisória, a gente faz esse paliativo para não ficar muito tempo buraco exposto e aí gerar danos aos veículos”, afirmou Neto, esclarecendo que os funcionários públicos estão diariamente tapando diversas imperfeições nas ruas e avenidas enquanto o trabalho das empresas licitadas não chega nessas regiões.

“Esse serviço feito pela prefeitura é só preenchido com massa quente, às vezes passamos a máquina vibratória, às vezes o rolo, ou compactamos com o próprio caminhão. Já o tapa buraco do contrato, que vai ser feito para recompor a estrutura, vamos demolir tudo, compactar a camada de terra, fazer a base de brita graduada, em cima se põe impermeabilizante e iligante betuminoso, e o CBUQ, estrutura do pavimento que o tapa buraco recompõe”, explica.

José Emygdio esclarece que a operação completa está sendo feita por três empresas licitadas: uma faz o recapeamento, outra a pavimentação de algumas ruas que faltavam na cidade e a terceira responsável pelo tapa buracos com recuperação da estrutura. Porém, como e uma ação que demanda mais alguns meses, ele afirma que, para evitar que alguns trechos fiquem perigosos aos motoristas, a prefeitura faz esse rápido serviço. “Já os locais que precisam de tapa buraco mais completo, como o caso do Orbis Clube, que precisa recuperar a estrutura, estamos deixando para o final para que as duas empresas possam trabalhar juntas.”

Programa de recape asfáltico de Guaíra

Na última semana, a empresa COPLAN, ganhadora da licitação e contratada pela Prefeitura Municipal, estava terminando o recape completo do Bairro Aniceto Carlos Nogueira, que era um dos locais com malha viária mais deteriorada da cidade.

Segundo o governo municipal, nesta etapa, o serviço de recape asfáltico contemplará uma área equivalente a 450 quarteirões, que praticamente irá atender toda a cidade. “Em locais onde o asfalto está bom, apresentando imperfeições pontuais será feito um cuidadoso e minucioso trabalho de tapa buracos, o que garantirá que toda a malha viária de Guaíra esteja, num prazo de 60 dias, em plenas condições de trafegabilidade.”

Por intermédio do Deputado Federal Arnaldo Jardim, Guaíra, receberá, do Governo Federal, cerca de R$ 1,2 milhão para recape de algumas vias que já haviam sido definidas quando da solicitação do recurso em 2018. “Ou seja, alguns pontos da cidade, como no caso da Avenida Orbis Clube, somente poderá ser recapeada com esse recurso do Governo Federal e a Prefeitura já deu início ao processo licitatório para que, o mais breve possível, seja definida qual empresa irá realizar o recape dessas vias com os recursos desta emenda parlamentar”, diz o Poder Executivo.

“A população pode ficar sossegada, toda a cidade terá suas ruas e avenidas recuperadas. Há mais de 30 anos que Guaíra não recebia uma intervenção tão importante em sua malha viária. O recape está terminando no Aniceto, e uma frente seguirá para o Tonico Garcia, Luiz Afonso e Banespinha, enquanto outra está trabalhando na região central da cidade. Em breve Guaíra estará totalmente recapeada”, disse José Eduardo.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente