Vereadores apresentam indicações para utilização do antigo prédio da DDM

Geral
Guaíra, 22 de junho de 2017 - 07h51

O local está abandonado há anos e totalmente depredado. Atual gestão destaca que pretende abrigar um projeto de atividades esportivas que, inclusive, já está em fase de criação

 

Os debates para a utilização do antigo prédio da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), localizado na Rua 42, entre as avenidas 27 e 29 do bairro Miguel Fabiano, voltaram a ter destaque nas sessões da Câmara Municipal. Os vereadores estão preocupados com o mau uso e as invasões e pedem uma solução da nova gestão.

O espaço é da prefeitura e está vazio e abandonado há anos. Ao invés do governo utilizá-lo para abrigar seus setores, acaba onerando os cofres públicos com dinheiro investido em imóveis alugados.

Durante o último mandato de Sérgio de Mello, apesar de diversos requerimentos do Legislativo, o Executivo declarou que iria criar uma ala da assistência social naquele lugar, mas não fez.

Agora, os parlamentares voltaram a fazer indicações, com a esperança de que essa nova administração resolva a finalidade do prédio. De acordo com o Dr. Cecílio José Prates, o local poderia ser disponibilizado para a Associação Amigos dos Animais de Guaíra para que a entidade iniciasse o atendimento veterinário aos animais da população de baixa renda, além dos tratamentos de cães e gatos de rua.

“Fui procurado pela AAAG e eles têm um projeto para a construção de uma sede para que possam atender animais de rua e estão à procura de um terreno para ver se constroem esse espaço. Fiquei pensando, temos um prédio no nosso município em que já foi feita um monte de indicação. Ele já foi prezinho, delegacia da mulher e hoje está cheio de mato, parado”, ressaltou.

“Faço uma sugestão para cessão de uso à ONG, se a lei permitir. Não vai ter custo nenhum pra prefeitura, inclusive vou ver se ajudo eles na construção desse lar dos animais abandonados para vermos se haverá uma melhor qualidade de atendimento”, completou.

José Reginaldo Moretti, autor de outras sugestões para serem implantadas no prédio (pré-escola ou parquinho), também comentou sobre o assunto. “Em uma conversa com o secretário de educação e também vice-prefeito, pedi para ele se o setor pode colocar atividades esportivas neste lugar, como levantamento de peso”, sugeriu.

O vereador lembrou que será preciso tempo e dinheiro para colocar o local em ordem. “Avisei a ele [Renato Moreira] que a reforma vai custar muito caro para os cofres públicos, porque está muito abandonado, mas vai ser de grande uso”, concluiu.

RETORNO

Em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura, foi informado de que a nova gestão já possui algumas intenções para o imóvel da Rua 42, para abrigar “um projeto de atividades esportivas”, que, inclusive, já está em fase de criação.

Quanto à indicação do edil Dr. Cecílio, o governo declarou que após a aprovação do Projeto pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária, de acordo com o Departamento de Meio Ambiente e Bem e Estar Animal, “a prefeitura está estudando a possibilidade de um convênio com ONGs representantes para atender os animais de proprietários que estão inclusos no perfil de baixa renda.”



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos