Seg - 22/10
31º 20º 13:28
Guaíra - SP

Vacinação contra gripe é prorrogada pela terceira vez e vai até dia 07

Geral
Guaíra, 28 de junho de 2017 - 14h43

O município ainda não atingiu a meta de imunização para crianças, trabalhadores da área de saúde e gestantes. Pessoas que fazem parte do grupo prioritário devem procurar a Unidade de Saúde da Família mais próxima de sua residência

USF da Vila Aparecida é uma entre as seis unidades disponíveis para a vacinação.

USF da Vila Aparecida é uma entre as seis unidades disponíveis para a vacinação.

 

USF do Jardim Eliza também está vacinando a população guairense.

USF do Jardim Eliza também está vacinando a população guairense.

 

Conforme balanço divulgado pela Vigilância em Saúde, até segunda-feira (26), 9.137 guairenses haviam sido imunizados com a vacina da gripe, desde o início da campanha. Dentre eles, 87,5% fazem parte da cobertura vacinal.

Como o município ainda não atingiu a meta para crianças (alcançou 72%), gestantes (73%) e trabalhadores da área de saúde (75%), a vacinação foi prorrogada até o próximo dia 07 de julho.

Assim, o governo continua convidando pessoas que fazem parte do grupo prioritário, e os novos inseridos nos últimos meses, para que compareçam em uma Unidade de Saúde da Família mais próxima de sua residência e façam a imunização.

A campanha contra a gripe deste ano inseriu novas categorias e agora podem se vacinar: cidadãos entre 55 e 59 anos; motoristas, cobradores e trabalhadores em transporte rodoviário; motoristas de táxi; policiais militares e civis, GCM e Bombeiros; funcionários dos Correios; Defesa Civil, Ministério Público, Procuradoria Geral e Defensoria Pública; doadores de sangue e medula; trabalhadores do Tribunal de Justiça e Fórum; profissionais que atendem pessoas em situações de rua; cuidadores de idosos; professores, auxiliares de classe e demais funcionários de creches e escolas do ensino básico e superior; trabalhadores da limpeza urbana e coletores de resíduos.

Além destes, fazem parte dos prioritário: gestantes, puérperas, indígenas, idosos (acima de 60 anos), crianças entre seis meses e cinco anos de idade, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais.

A Vigilância em Saúde pretende atingir a porcentagem do público-alvo e, para isso, convida a comunidade a comparecer nas USFs. “Pedimos para que os pais levem seus filhos para serem imunizados e assim, evitar complicações decorrentes da gripe e doenças graves, como pneumonia, otites e sinusites. Assim também como gestantes, que devem evitar estes problemas durante a gravidez”, afirma a chefe do setor, Ana Carolina Minoda.

A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B) e não possui capacidade alguma de provocar a doença, conforme explica a profissional. “Ela é composta apenas de partículas do vírus que são incapazes de causar qualquer infecção”, completa.

A campanha contra gripe iniciou no dia 17 de abril e seguiu até 26 de maio. O primeiro prazo prorrogado foi até 9 de junho. Na sequência, a campanha foi ampliada até a última sexta-feira (23) e, agora, até 7 de julho. “Esperamos atingir a meta da cobertura vacinal e para isso, é necessária a presença do cidadão nas Unidades de Saúde da Família”, finaliza Ana Carolina.

USFs de vacinação em Guaíra: José Adalberto Lelis Garcia – Bairro Tonico Garcia; Cabo Agnaldo Soares Barbosa – Bairro João Vacaro; Antônio Manoel da Silva – Bairro Jardim Eliza; João Bosco Lelis – Bairro Nádia; Tarcísio Barini – Bairro Vivendas; Dr. José Vilela Junqueira – Bairro Vila Aparecida.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos