Antiga estrada do Boiadeiro se tornou segundo “lixão” de Guaíra

Geral
Guaíra, 10 de fevereiro de 2016 - 09h39

A estrada está acumulando lixo por todos os cantos. Moradores reclamam que os detritos são jogados por residentes de outros bairros

  

A antiga estrada do Boiadeiro, caminho de terra que segue do Bairro Cohab II para diversas fazendas – como a Romaria e Matinha – se tornou um grande problema para os moradores da região. O acúmulo de lixo no local está tão grande que os guairenses já o chamam de “segundo lixão” da cidade.

A proprietária de uma das fazendas denunciou que procurou a prefeitura várias vezes para resolver a situação, mas até agora nada foi realizado. “Não sabemos mais o que fazer. Está se tornando insuportável passar pela estrada, nossa ligação entre as fazendas e a cidade. Além do mau cheiro terrível, sacos e garrafas podem se tornar focos para mosquito e outros insetos”, denuncia.

De acordo com a guairense, a estrada está “pior que abandonada”. “Sabemos que todo esse lixo não é jogado pelos moradores daqui. Muitas pessoas trazem detritos da cidade para cá, como se aqui fosse mesmo um ‘lixão’. O fedor piora quando munícipes jogam animais mortos. Além de tudo isso ainda há pessoas sem coração que abandonam cães e gatos filhotes e adultos na estrada”, relata.

Os residentes fizeram um apelo à atual administração. “Cuidar do município é obrigação da prefeitura. Estamos praticamente dentro da cidade, mas como é apenas uma estrada de terra para algumas fazendas, os governantes não se preocupam com a causa. A situação está prejudicando o meio ambiente e comprometendo nossa saúde. O prefeito precisa tomar uma atitude urgente!”, ressaltou a denunciante.

Bom exemplo

Uma atitude que a prefeitura pode utilizar como exemplo e aplicar em Guaíra são as caçambas fixadas em algumas estradas de terra de Miguelópolis, que levam até os ranchos do Rio Grande, muito frequentadas por turistas.

O município vizinho também possui coleta realizada pela empresa Seleta e as caçambas são da própria firma. “Seria muito melhor colocar essas caçambas em estradas de terra muito frequentadas. Guaíra possui vias em que a coleta não chega diariamente, muito menos semanalmente. Talvez se fizéssemos como Miguelópolis, a situação poderia melhorar. Outra opinião dos moradores dessa região, que poderia ser acatada pelo prefeito, é a aplicação de multas para pessoas que jogam lixo dessa maneira”, conclui a moradora de uma das fazendas.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente