Agência dos Correios de Guaíra adere greve e paralisa atividades

A categoria protesta contra o acordo coletivo de trabalho oferecido pela estatal no país

Geral
Guaíra, 18 de agosto de 2020 - 08h53

Os trabalhadores dos Correios de Guaíra aderiram à greve que percorre as agências de todo o país e, a partir de hoje (18) praticamente toda a agência deve paralisar – mais de 80%. Conforme o edital de convocação, do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios da região de Ribeirão preto SINTECT/RPO, a paralisação ocorrerá por tempo indeterminado.

A categoria protesta contra o acordo coletivo de trabalho oferecido pela estatal. Entre os principais pontos de reivindicação estão a retirada de 70 direitos do atual Acordo Coletivo, com vigência de dois anos (até 2021), como 30% do adicional de risco, vale alimentação, licença maternidade de 180 dias e auxílio creche, entre muitos outros.

O sindicato reclama das condições de trabalho. “Essa empresa é nossa, é do povo Brasileiro, não podemos permitir que o governo privatize e retire o emprego de mais de 100mil pais e mães de famílias. Não somos privilegiados, nosso salário é o menor dentre todas as empresas públicas, trabalhamos com com muita dedicação e suor, para garantir o sustento de nossas casas. Para uma categoria essencial como a nossa, que permanece trabalhando, mesmo durante a Pandemia, o que já custou infelizmente mais de 100 vidas de companheiros de Correios, o mínimo que podemos aceitar é a manutenção dos nossos direitos e benefícios”, disse o presidente do Sintect-POR, Oseias S Vieira.

A agência de Guaíra não deverá fechar por completo, mantendo poucos funcionários à disposição dos serviços.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente