Boa notícia aos MEIs MEs e produtores: novo programa do Sebrae-SP e fintechs libera crédito barato em até 7 dias

Objetivo da iniciativa é ajudar as pequenas empresas a se prepararem para a retomada da economia; taxas variam de zero a 0,7% ao mês

Geral
Guaíra, 19 de julho de 2020 - 08h04

Uma boa notícia aos Microempreendedores Individuais (MEI), Produtores Rurais e Microempresas (ME) do estado de São Paulo: o Sebrae-SP se uniu às fintechs BizCapital e Nexoos para viabilizar o Programa de Crédito Retomada, uma iniciativa inédita que reúne tecnologias inovadoras para fazer os recursos chegarem mais rápido para empresas que buscam financiamento nesse período.

O Programa, lançado na última sexta-feira (17), prevê condições facilitadas, com carência de seis meses, prazo de pagamento de até quatro anos e  taxas de juros que variam de zero a 0,7% ao mês. Criado para ajudar o pequeno empreendedor na superação dos impactos causados pela crise da Covid-19, a expectativa é atender, na primeira fase, cerca de três mil empresas, com desembolso total de R$ 50 milhões. Todo o processo de solicitação do empréstimo é feito online, sem burocracia e sem exigências de bens ou imóveis como garantias.

Para trazer essa agilidade e desburocratização para o processo, o Sebrae-SP se aliou às fintechs, startups que aplicam alta tecnologia em soluções voltadas para o mercado financeiro. Com isso, o empreendedor terá a liberação do crédito na conta em até sete dias e todo o processo acontecerá online, por meio de plataforma das fintechs, de maneira facilitada e transparente.

“O Sebrae está sendo pioneiro nessa ideia de trazer ao mercado, com as fintechs, crédito e oportunidade dos clientes serem assessorados e apoiados pelo Sebrae durante seis meses. O diferencial é que o crédito é online, rápido, desburocratizado e tudo é feito dentro da plataforma online, a partir do momento em que é realizado o cadastro. A ideia é que tenhamos resposta da positividade das fintechs em até 7 dias, para que o cliente saiba se teve ou não a aprovação. Nosso foco é trabalhar com o público menos atingido pelo crédito, quem está tendo mais dificuldade de conseguir com as instituições financeiras. E o juro zero é o único do mercado”, explica Leandro Gunieri, consultor de negócios do Sebrae.

Uma pesquisa do Sebrae mostrou que 87% dos pequenos negócios registraram queda de faturamento mensal por conta da pandemia. “Uma crise como essa que estamos vivendo muitas vezes coloca em risco o trabalho e esforço de anos do empreendedor. Por isso, unimos forças para levar crédito acessível e orientação para o pequeno empreendedor e mostrar que ele não está sozinho. Vamos estar ao lado dos empreendedores e apoiá-los de forma urgente, efetiva e desburocratizada para sobrevivência no contexto da crise”, destaca o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.

“Nosso público precisa sentir confiança na hora de fazer uma solicitação e rapidez em todo o processo. Sabemos que manter um negócio propõe desafios e esse momento não pode ser mais um deles. Entendemos bem a urgência de quem precisa do nosso apoio”, explica Francisco Ferreira, sócio-fundador da BizCapital. “Essa parceria com o Sebrae fomenta e potencializa ainda mais o pequeno negócio, que neste momento está precisando de muita ajuda”, ressalta.

“Criar parcerias como esta, que levam recursos para as empresas, em momentos como este, com agilidade, segurança e juros baixos, por meio de um processo sem burocracia, é dar confiança e suporte financeiro às PMEs quando elas mais precisam”, afirma Daniel Gomes, CEO e cofundador da Nexoos. “Esta é uma das grandes missões da Nexoos; por isso nos aliamos ao Sebrae: vamos ajudar os empreendedores a se reerguerem no momento da retomada”, comemora.

COMO FUNCIONA

A operação do Programa de Crédito Retomada é feita pelas fintechs e o Sebrae-SP atua como orientador. Todos os participantes do programa estão sendo acompanhados por especialistas, por meio de consultorias individuais e encontros coletivos remotos. “Vamos agregar todo o nosso conhecimento em educação empreendedora para avaliar o uso do crédito e ajudar na busca de soluções para a sobrevivência e evolução do negócio”, afirma Wilson Poit.

O programa é voltado para os Microempreendedores Individuais (MEI), Produtores Rurais e Microempresas (ME) com sede no estado de São Paulo, criadas há mais de 12 meses, e com necessidades de recursos para amortecer os impactos da crise. “Não é exigida nenhuma garantia além do aval do dono da empresa. O CNPJ deve estar ativo por pelo menos um ano e meio e que não conste no SPC e SERASA até 28 de fevereiro. Se a empresa, por ventura, estiver com restrição a partir de 1º de março de 2020para frente, no período de crise da pandemia, essa restrição será desconsiderada para efeito de exclusão do cliente da análise”, esclarece Leandro Gunieri.

Os MEI e Produtores Rurais terão acesso a até R$ 20 mil, com juro zero. Já as Microempresas terão um limite de até R$ 60 mil com taxas de 0,35% a 0,7% ao mês. O pagamento terá carência de seis meses. No total, o empreendedor terá de 36 a 48 meses para quitar o valor emprestado. O valor poderá ser usado para capital de giro, pagamento de salários atrasados, de contratos e aluguel, dentre outras necessidades atreladas ao negócio do pequeno empreendedor. O crédito será liberado em duas parcelas e, será necessário comprovar o uso dos recursos no próprio negócio.

“Por exemplo, o cliente que for adquirir os R$ 60 mil receberá o recurso em duas vezes: R$ 30 mil após 7 dias de análise e terá que entregar os comprovantes do que fez com o dinheiro, se pagou estoque, qualquer gasto com a empresa. A hora que gastar esses R$ 30 mil e ele comprovar como usou, será liberado  o outro montante de R$ 30 mil”, exemplifica o consultor. “Isso é uma maneira de beneficiar quem realmente precisa.”

Além da parceria com as fintechs, o programa prevê a participação das adquirentes, maquininhas de cartão de crédito, na concessão dos empréstimos, aproveitando a capilaridade e o relacionamento com os pequenos negócios.

Os interessados no programa podem se cadastrar no site: www.creditoretomada.com.br.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente