Qua - 16/01
33º 22º 02:19
Guaíra - SP

DEAGUA investirá mais de R$ 1,1 milhão para melhoria de redes de água e esgoto da cidade

Recursos serão para aumentar capacidade da rede de esgoto da parte baixa da cidade e na troca de 2,3 km da rede de água de cimento amianto através da parceria da Prefeitura e do DEAGUA

Cidade
Guaíra, 29 de novembro de 2018 - 11h36

 

O diretor do DEAGUA Lucas Froner, participou na última terça-feira, 27, da 61ª Reunião Plenária Ordinária Comitê de Bacias Hidrográficas -Sapucaí Mirim/Grande no município de Franca, representando o Município de Guaíra e confirmou a aquisição de recursos para o ano de 2019.

Esses recursos são da ordem de R$1.170.307,41 serão utilizados na solução de problemas de esgoto na parte baixa da cidade, especialmente nos bairros Eldorado e Vivendas, além do abastecimento de água na cidade toda.

Parte significativa desta verba, mais de R$ 500 mil será para a troca de 2.300 metros da rede de água de cimento amianto, por PVC. Obra pontual e fundamental, pois a rede velha, deteriorada e de material obsoleto, constantemente rompe causando desabastecimento em vários bairros, e até mesmo, na cidade toda. A intenção da autarquia é reduzir ao máximo os transtornos aos consumidores.

O financiamento destas intervenções, que devem ocorrer próximo ano, é oriundo do Fehidro – Fundo Estadual de Recursos Hídricos –  nos Comitês de Bacia Hidrográficas, onde Guaíra está inserida: Baixo Pardo / Grande (sede Barretos/ atualmente presidido pelo Prefeito José Eduardo) e Sapucai/Mirim/Grande (sede Franca).

Para evitar o retorno de dejetos, uma grande obra será realizada na rede coletora-tronco de esgoto na Avenida Leozimio Dias Campos, no bairro Vivendas. O problema, neste ponto em específico, é o estrangulamento dos dutos, que provoca transtorno para os moradores das zonas lestes e sul da cidade (Eldorado, Baixada, Vivendas e Distrito Industrial). Em dias de chuva, o esgoto volta pelas tampas de inspeção. Para solucionar a avaria a intervenção custará R$ 338.744,75 e vai aumentar justamente a capacidade de vazão do duto evitando o refluxo.

O prefeito José Eduardo disse sobre a importância desse investimento: “Com a situação de falta de recursos no DEAGUA, provocada por devolução de valores por força de ordem judicial, nossa administração tem buscado alternativas com a conquista de recursos das alçadas Estadual e Federal, para realizar as obras necessárias. Estamos, com engajamento e criatividade administrativa, enfrentando problemas que se arrastam há décadas. Com certeza a Prefeitura e o DEAGUA vão conseguir sanar estes problemas e continuar oferecendo um serviço de qualidade na distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto, pelo menor custo da região”, finalizou.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos