A força das pesquisas!

Editorial
Guaíra, 16 de junho de 2016 - 08h05

Para se conhecer a tendência de votos de uma população, basta fazer uma amostragem, que dificilmente errará nas considerações finais.

Em terras guairenses, as pesquisas sempre foram feitas para determinar se o rumo da campanha estava sendo bem aceita ou não.

Mas, nesta época do ano, de se firmarem as pré-candidaturas, são estas amostras que vão determinar qual candidato sairá “na cabeça” e qual será o vice na “chapa” e ainda quais serão os candidatos a vereadores.

Quando um grupo de pesquisadores batem à nossa porta pedindo para sermos entrevistados através das perguntas sobre este ou aquele candidato, o interlocutor nos informa que as respostas são sigilosas e que a identidade do cidadão será mantida em segredo.

Na realidade não é bem assim!

Quando o pessoal “da prancheta” aperta a campainha da nossa residência, ele já colocou na planilha o nosso endereço completo: rua, número e bairro. Assim, cada folhinha daquela pesquisa já está carimbada com os seus dados e, através da lista telefônica, o “comprador” da enquete fica imediatamente sabendo quem, daquela casa, informou tais dados. Mesmo porque há a identificação de sexo, escolaridade, idade e algumas vezes perguntam até a renda mensal da pessoa.

Em nossa cidade, não faz muito tempo, houve uma pesquisa feita através do telefone. Eram pessoas da nossa cidade mesmo querendo informações sobre, por exemplo, “quem gostaríamos de fosse prefeito nas próximas eleições?”

Dizem, os especialistas, que, mais importante do que a nossa preferência por algum político, o item “rejeição” é quem decide – de fato – as tendência das urnas.

Ao se falar em “Urnas”, taí um tema que não passa credibilidade para ninguém. Se esta invenção brasileira fosse realmente incrível, por que países como França, Alemanha, Estados Unidos e tantos outros de primeiro mundo não a adotaram em suas eleições?

Técnicos destes países estiveram aqui fazendo uma análise deste método de apuração de votos e todos o rejeitaram.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente