Consequências

Editorial
Guaíra, 27 de fevereiro de 2016 - 09h30

Não existe uma lei universal de que “cada ato gera sempre uma consequência”? Assim, quando a INDÚSTRIA DO BOATO, qualquer um deles, entra em ação, muitas vezes a consequência da boataria demora e outras é imediata.

Em um ano em que os candidatos a prefeito de nossa cidade estão se definindo, os boatos começam também a tomar forma. Sempre dissemos que, assim como a Câmara de vereadores, a nossa redação também se transforma em uma “caixa de ressonância” de tudo o que acontece em nossa cidade.

Desta forma, chegam por aqui todos os tipos de configurações de prefeito e vice para as próximas eleições. Se nos cantos de Guaíra, se especulam as “chapas” para o cargo majoritário e seu vice, por aqui temos sempre a nítida impressão de que alguns candidatos precisam mais do que boatos para ganhar a eleição.

O eleitor está mais criterioso e não será – esperamos – qualquer discurso bonito, ou um derrame de frases bem elaboradas pelos marqueteiros da vida, ou uma profusão de promessas, que irá ludibriar o eleitor.

Depois dos jornais coloridíssimos, das fotos abraçados com os figurões da política nacional, e principalmente depois dos juramentos de trabalhar para a cidade e nada disso acontecer, o voto passou a ser visto pelo guairense como uma ferramenta de peso e não mais como uma moeda de troca.

Assim, que se preparem os candidatos para enfrentar uma sociedade mais ajuizada, mais ponderada, que não vai deixar se ludibriar mais com chaves de papelão e coisas que o valham. É o que esperamos!


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente