Fecha-se o cerco

Editorial
Guaíra, 2 de junho de 2016 - 08h00

Quando se usa uma expressão como esta: “fecha-se o cerco” pensa-se imediatamente na operação Lava Jato com suas infindáveis delações, que faz com que a cada dia “caia” mais um ministro da dinastia dos notáveis escolhidos por Michel Temer.

A intenção do “fecha-se o cerco” por aqui é no sentido de que o tempo urge para que os pré-candidatos para as eleições municipais estejam declarando a sua disposição de “fechar” a chapa para a campanha eleitoral.

No nosso jornal de ontem, o ex-prefeito José Carlos Augusto manifestou publicamente a sua intenção de concorrer como pré-candidato ao executivo.

Assim como ele, o empresário Denir Barulho também já manifestou, através das redes sociais, a mesma intenção.

Se formos atualizar os possíveis pré-candidatos, há nomes que carregam grandes responsabilidades, que formam uma listagem dos bem intencionados. São eles, além dos dois acima citados:  José Carlos Soares, Renato Moreira, Claudio Armani, José Mendonça, Dr. Cecílio, José Eduardo Coscrato Lelis, Dr. Aloísio, Edvaldo Moraes.

Para a câmara dos vereadores fica impossível elencar o nome dos pré-candidatos. São muitos e variam entre os conhecidíssimos, os conhecidos e os quase desconhecidos. Estes últimos estão esperando o prazo do edital do Tribunal Eleitoral ser publicado para começarem as suas campanhas e assim dar mais opção para o eleitor guairense.

O que se comenta é que a maioria dos atuais vereadores estão propensos a se lançar à reeleição. Comenta-se ainda que algumas pessoas estão incentivando o “voto nulo”. De qualquer forma, se as eleições municipais já são “quentes” por aqui, com tantas opções, vão “pegar fogo”.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente