José Eduardo e Renato Moreira confirmam corte de 30% nos próprios salários

O percentual do salário será revertido em verba para medidas de prevenção ao COVID-19 na cidade

Solidariedade
Guaíra, 29 de abril de 2020 - 23h33

O prefeito José Eduardo Coscrato Lelis confirmou ao jornal O Guaíra a redução de 30% do  seu salário e do vice-prefeito, Renato Cesar Moreira.  A decisão, que segue o exemplo de outros chefes do Executivo, como em Lins, Limeira e Santos, foi tomada diante da crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

O percentual do salário será revertido em verba para medidas de prevenção ao COVID-19 na cidade.  “É justo que a gente tenha o mesmo impacto que a população. Vamos enfrentar momentos difíceis por conta da crise e precisamos também fazer gestos de economia. É preciso iniciar o exemplo por quem lidera”, disse o prefeito.

Desde 2017, a atual administração tem agido com austeridade com as contas públicas. Renato Moreira, nos anos que esteve à frente da Diretoria de Educação, abriu mão do salário de vice-prefeito, já que é funcionário público. Além disso, o número de cargos comissionados, que não são do quadro de  servidores efetivos, foi reduzido para 18 pessoas. Em administrações anteriores chegou-se a nomear 79 pessoas em  cargos de confiança  com indicações políticas.

“Hoje, tenho 18 pessoas que não fazem parte do quadro efetivo de servidores, e que são cargos de minha confiança direta (Murilo de Almeida Cassimiro, Dr. Eder Batista Conti, José Carlos Augusto,  Reginaldo Jacinto, Elaine Rosa, Deise Garcia, Sidnei Ferreira dos Santos, Sergio Suzuki, Rafael Graner, Alaor Borges Pinheiro Neto , Célio Aparecido Borges, Camila Tibana, Jorginho Watanabe, José Emygdio de Oliveira Neto , Leila Pita, Gabriel Garcia de Carvalho Neto,  Felipe Sumitani  e Jorginho Cruz. Estamos fazendo gestão administrando com seriedade, fazendo mais com menos”, esclareceu José Eduardo.

De acordo com a atual administração, nos dois primeiros anos houve queda de arrecadação. “Em 2017, havia alto nível de endividamento da Prefeitura, com restos a pagar de dívidas com o Fundão Municipal de Previdência, débitos com o INSS e Precatórios e nos anos 2017 e 2018 houve queda da arrecadação, que chegou a quase R$ 40 milhões. Mesmo com arrecadações em queda mantivemos as contas em dia e estamos trabalhando para que  as contas da  administração pública de Guaíra continuem no azul, inclusive, em 2019 conseguimos superávit”, concluiu.

Mas o prefeito não descarta a possibilidade de adoção de medidas administrativas mais duras, para redução de despesas. “É dever do administrador defender e zelar pelo bom e regular funcionamento dos bens e serviços em prol da comunidade”, adicionou o chefe do Executivo.

Deixando a política de lado, como empresário rural, José Eduardo e sua família sempre foram  solidários e contribuíram  com doações às entidades filantrópicas do município. Recentemente, contribuíram com a obra para a troca do telhado da Santa Casa, doando R$ 30 mil para a campanha.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Solidariedade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente