Médicos estão sem receber os plantões de especialidades na Santa Casa de Guaíra

Geral
Guaíra, 23 de setembro de 2016 - 07h58

A denúncia destaca que os profissionais que atuam nas especialidades não receberam, e o salário dos que fazem PSF e Pronto Socorro, pago via Santa Casa, completará três meses de atraso

Os médicos da Santa Casa de Misericórdia de Guaíra procuraram esta folha para denunciarem, novamente, o atraso no pagamento dos plantões de especialidades, além do salários dos profissionais que atuam nas unidades básicas de saúde e no Pronto Socorro Municipal.

De acordo com os denunciantes, o salário das especialidades irá completar o segundo mês de atraso. “Primeiro disseram que nos pagariam no dia 1º, depois no dia 10, então no dia 20 e até agora nada”, disseram.

Se a comissão de intervenção da Santa Casa não fizer o repasse até a próxima segunda-feira (26), alguns profissionais pensam em fazer uma paralisação. “Não recebemos nada neste mês de setembro. Estamos até pensando em procurar o promotor novamente para pedirmos uma solução, pois não há como trabalharmos sem receber. Alguns já até abandonaram o ambulatório ou até mesmo o plantão presencial, pois não pagam! Além disso, há médicos que atuam nos PSF’s que estão com três meses de atraso!”, ressaltou um denunciante, que não quis se identificar para não sofrer represálias.

Segundo o departamento financeiro da prefeitura, o governo municipal já repassou ao hospital R$ 622 mil neste mês de setembro, referentes à subvenção e contratualização federal e municipal, sendo mais de R$ 258 mil no dia 06 e mais de R$ 360 mil no dia 13.

Para a Ouvidoria do hospital, o recurso recebido, na primeira semana, foi utilizado para pagamento do Plano de Trabalho da Subvenção destinado aos honorários médicos dos serviços prestados no mês de julho.

Os médicos pedem uma reunião com a prefeitura e com a equipe de intervenção da Santa Casa, já que o governo municipal alega que passou a subvenção e o hospital afirma que a atual gestão não fez o repasse. “Estamos em um fogo cruzado e precisamos que alguém nos dê um parecer real, pois a prefeitura fala que pagou e a Santa Casa de que não recebeu. Nesta, quem sofre é a população, que pode ficar sem o atendimento médico adequado pela falta de administração”, concluiu.

Para a entidade, a subvenção não cobre as despesas. “O departamento financeiro tem pleno conhecimento de que o valor aprovado para Subvenção anual à Santa Casa sempre necessita de complementação para cumprimento dos pagamentos do segundo semestre, finalizando o ano sem débitos. Foi enviado ofício 066/2016 à Secretária de Saúde, em junho passado, para as providências na Prefeitura. E a Santa se mantém com receitas de atendimentos de Convênios e particulares, mais doações, e, do atendimento do Convênio SUS, que não cobre as despesas e que vem com atrasos de pagamento todo mês”, declara a Ouvidoria.

“O hospital está suportando o atendimento SUS, sem o repasse de todas as verbas necessárias para custeá-lo, juntamente com os demais atendimentos. Para isto existe a Subvenção Social enviada pela prefeitura, para auxiliar nas despesas do hospital, que ficam sempre além da receita com o atendimento SUS. No entanto, o valor encaminhado mensalmente tem sido insuficiente para cobrir as despesas, apesar de existirem outras fontes de receita para o hospital (atendimento de convênios e particulares), que no entanto, ainda não suprem todos os gastos”, completa.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente