A privatização do Carnaval evidencia a má gestão que Guaíra enfrenta

Opinião
Guaíra, 19 de janeiro de 2016 - 17h47

Estamos próximos de uma das datas mais importantes para o calendário de eventos de várias cidades: o Carnaval, que não diferente de outros municípios, é muito aguardado em Guaíra. Só que neste ano, o “Carnaval de Guaíra” como conhecemos não existirá mais, motivo de tristeza para os que gostam da festa, e de alegria aos não adeptos da “folia”. O sucesso do carnaval se dá em vários segmentos da sociedade: a juventude gosta pela oportunidade de rever e se reunir com amigos para poder festejar; para pais de família é uma oportunidade para receber os filhos que residem em outras cidades a estudos; para o comércio é uma data que aquece a economia e cria novas oportunidades de negócio, o que acaba gerando mais empregos. Além disso tudo, é um dos direitos sociais garantidos aos cidadãos pela Constituição Federal. Com a privatização do carnaval de Guaíra, um dos únicos grandes eventos que até então poderia se chamar de popular pelo fato de ser gratuito para toda a população, fica notável a falta de gestão a que todos nós, cidadãos guairenses, estamos submetidos. A justificativa para a não realização do evento é justa; é melhor aparelhar a saúde, porém, a não realização do evento nos mostra uma dura realidade: a falta de planejamento está afetando os direitos de todos em Guaíra. São direitos sociais garantidos aos cidadãos pela Constituição Federal: a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância e a assistência aos desamparados. Logo, um bom gestor deve ter a condição de administrar o dinheiro público arrecadado através dos impostos que pagamos todos os dias para garantir todos esses serviços. O que vemos em Guaíra é o contrário. É claro que governar uma cidade consiste em tomar importantes decisões que impactam diretamente a vida de todos, mas um gestor não deve governar fazendo a política do “A cada escolha uma renúncia”. Se tem saúde não tem lazer, se tem educação não tem asfalto, se tem lazer não tem segurança, se tem asfalto não tem limpeza pública, enfim, poderia dar vários exemplos da ineficiência na condução de nossa cidade. O fato é que Guaíra não segue um rumo aparente. Todos os dias somos surpreendidos com fatos que mostram crise em vários setores, sobretudo na saúde, sendo uma das 3 cidades com maior risco de epidemia de dengue e aparecimento de outras doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, e o problema crônico na segurança pública, com diversos roubos e assaltos acontecendo, dentre outros. E agora, os eventos que tinham o apoio ou mesmo a realização da prefeitura do município já não acontecem mais ou foram totalmente privatizados, acabando com as poucas opções de lazer para pessoas com condições financeiras menos favoráveis. Na contramão desse cenário, vemos a prefeitura gastando milhões de reais em propaganda nos últimos anos, que em valor per capita é quase 5 vezes maior do que o gasto pela prefeitura de Ribeirão Preto, cidade que possui aproximadamente 700.000 habitantes (dados de 2015); gastando mais alguns milhares com várias consultorias, sendo que parte dos serviços prestados deveriam ser realizados por pessoas em cargos comissionados devidamente capacitados para ocupar esta posição, dentre vários outros gastos desnecessários que, se melhor planejados, poderiam sim ser investidos no lazer da população, mesmo que com eventos mais simples, porém, garantindo esse direito ao cidadão sem abrir mão de outros como a saúde. A não realização do carnaval popular não traz somente desvantagens a quem gosta do evento, que agora terá que pagar para entrar nos principais horários da festa, mas também para outros setores como o comércio formal e ambulante, turismo, dentre outros, sem contar no risco que nossos jovens correrão nas estradas da região, buscando festas em outras cidades.     Zé Carlos Soares é presidente do Diretório Municipal do PMDB em Guaíra. É Ex-Diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil (2004 e 2009) e Ex-Presidente da Comissão Especial de Orientação do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas no SEBRAE Nacional (2007 a 2009). www.pmdbguaira.com.br


TAGS:

Zé Carlos Soares

Zé Carlos Soares é presidente do Diretório Municipal do PMDB em Guaíra. É Ex-Diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil (2004 e 2009) e Ex-Presidente da Comissão Especial de Orientação do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas no SEBRAE Nacional (2007 a 2009)

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente