Dia dos pais de acordo com o Islam

Opinião
Guaíra, 13 de agosto de 2017 - 10h04

Atualmente, em razão da influência comercial, alguns valores somente são lembrados em dias especiais, se esquecendo as pessoas que tais práticas devem ocorrer todos os dias.

O islã coloca uma grande ênfase na importância de amar e respeitar os pais. Na verdade, após a adoração a Deus, vem sempre a benevolência com os pais, onde assim é dito: “O teu Senhor decretou que vós não adorais senão a ele, e que sejam gentis com os pais. Se um ou ambos alcançam a velhice na sua vida, não lhes diga uma palavra de desprezo, nem os repelem, mas abordem-nos em termos de honra. Alcorão 17:23.

O Islã é uma religião que enfatiza as qualidades da misericórdia, tolerância e respeito.  Deus ordenou o bom tratamento aos pais e nos alertou para não tratá-los com desrespeito.

Não há como um filho retribuir os esforços realizados pelos pais, que desde crianças fazem de tudo por um filho, dando comida, abrigo, roupas, orientação e proteção.  Por isso o alcorão nos ensina a sermos obedientes e mostrar gratidão.

O Profeta Muhmad SWS assim disse: “O prazer de Deus é o prazer do pai, E o desagrado de Deus está no desagrado do pai”.  Entre os pecados mais graves está o de um homem amaldiçoar aos seus pais!

Um muçulmano é obrigado a mostrar respeito em relação aos pais, mesmo se não forem eles muçulmanos.  Na época do Profeta Muhmad Sws muitos daqueles que abraçaram o Islã descobriram que ele conflitava com as crenças e pedidos de seus pais, mas foram ensinados a serem gentis e obedecerem a seus pais, exceto se os pais exigissem que desobedecessem a Deus, onde assim foi revelado o versículo:

“Porém, se te constrangerem a associar-Me o que tu ignoras, não lhes obedeças; comporta-te com eles com benevolência neste mundo, e segue a senda de quem se voltou contrito a Mim. Logo o retorno de todos vós será a Mim, e então inteirar-vos-ei de tudo quanto tiverdes feito.” (Alcorão 31:15)

Até mesmo para aqueles que já perderam seus pais, existem muitas formas de continuarem a honrar e respeitar os mesmos, após a morte deles, entre elas são: orar e suplicar a Deus para que tenha misericórdia com eles; pode pagar suas dívidas com os outros, fazer caridade com o próximo em nome deles, manter os laços de parentesco e amizade que eles tinham com as pessoas, são algumas das formas que a pessoa pode continuar a ganhar benefícios.

Ocorre que muitas pessoas hoje não dão este valor, colocando seus pais em asilos, não cuidando dos mesmos, vendo suas necessidades ou dando o apoio necessário.

A este respeito assim é dito no alcorão sobre os pais: “E estende sobre eles a asa da humildade, e dize: Ó Senhor meu, tem misericórdia de ambos, como eles tiveram misericórdia de mim, criando-me desde pequenino!” (Alcorão 17:24).

A vida é um ciclo, onde enquanto todos são crianças e frágeis e ganham força e independência através da ajuda dos pais, amanhã se tornarão idosos, fracos e irão necessitar novamente da ajuda dos outros, devendo sempre haver a gratidão, compaixão, misericórdia, lembrando sempre que o tratamento praticado hoje, poderá ser o mesmo devolvido num futuro bem próximo.


TAGS:

Girrad Mahmoud Sammour

Girrad Mahmoud Sammour, Advogado, Pós Graduado em Processo Civil, Professor Divulgador Do Instituto Latino Americano De Estudos Islamicos-Ilaei, Diretor Da Mesquita De Barretos-Sp. Dúvidas e palestras  [email protected]

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente