E a saúde. Vai bem?

Opinião
Guaíra, 21 de agosto de 2015 - 10h29

Guaíra novamente foi notícia na EPTV Ribeirão e no portal de notícias G1 por causa de mais uma atitude de descaso com o povo guairense: a matéria “Paciente de Guaíra cai de ambulância em movimento após porta se abrir” foi veiculada em um dos jornais da emissora que abrange 66 cidades da região, além de ser publicada no site do G1 Ribeirão e Franca. Segundo a matéria, uma mulher sofreu um acidente de bicicleta, e ao ser transportada do Pronto-Socorro para a Santa Casa, a porta da ambulância se abriu, fazendo com que a paciente caísse no meio da rua. Isso aconteceu pois a maca era maior que o espaço que deveria transportá-la com segurança. Este acontecimento é de causar indignação a qualquer guairense. A prefeitura, instituição que deveria cuidar da saúde do povo, não oferece condições necessárias para que o cidadão seja sequer transportado com segurança por uma pequena distância. Imagine se esta paciente tivesse que ser transportada do outro lado da cidade para a Santa Casa. É inadmissível que um administrador público não tome as medidas necessárias para garantir a segurança no transporte de um(a) paciente, que neste caso, provavelmente já estava abalada por causa do acidente com a bicicleta, e ainda assim, teve que ser levada de maneira imprópria em um equipamento irregular, que ao invés de lhe dar a tranquilidade de saber que seria bem atendida, oferecia risco à saúde e até mesmo à vida. A pergunta que fica é a seguinte: Será que foi culpa do motorista, que apenas cumpria com o seu trabalho, transportando a paciente com o máximo de segurança possível usando os equipamentos que lhes são disponibilizados; dos profissionais do Pronto-Socorro, que embora soubessem que isso acontece com certa frequência, não podiam fazer nada pois o poder da caneta não está em suas mãos, ou da administração pública que tem a obrigação de garantir a segurança a todo e qualquer cidadão que necessite de tratamento nos órgãos de saúde da cidade? O povo de Guaíra já está cansado de tanto descaso. Provavelmente após esta notícia veremos e ouviremos diversas desculpas: é um que não sabia, outro que nunca viu, ainda os outros que vão dizer que estão sendo realizadas melhorias em diversos outros prédios da saúde, mas um fato é verdade e todos sabemos: a saúde em Guaíra não vai bem. Infelizmente essa mulher sentiu este descaso na própria pele e acabou tendo a sua história potencializada na TV, mas imaginem quantos outros guairenses vivenciam situações parecidas por parte da administração pública e permanecem no anonimato. A paciente que não se identificou por vergonha do acontecido com certeza não está sozinha. Somos milhares de guairenses envergonhados por sofrermos tantos descasos por parte da administração pública não só na saúde, mas sim, em vários setores da nossa cidade.


TAGS:

Zé Carlos Soares

Zé Carlos Soares é presidente do Diretório Municipal do PMDB em Guaíra. É Ex-Diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil (2004 e 2009) e Ex-Presidente da Comissão Especial de Orientação do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas no SEBRAE Nacional (2007 a 2009)

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos