O escolhido

Opinião
Guaíra, 29 de abril de 2020 - 23h38

Quando estamos em algum processo de seleção, seja para emprego, seja para um cargo público, seja o que for (seja até para o BBB), passamos por um processo sanduíche. O grande problema é que muitos não percebem essa lógica.

A sequência é a seguinte: escolher ser ou fazer algo. Entramos no processo de seleção (uma parte do pão do sanduíche). Quando somos escolhidos, passamos pela fase do recheio. Porém, para que tudo se concretize, precisamos dar o aceite final (outro lado do pão).

Portanto, ser escolhido depende de uma dupla decisão: de quem te escolheu e sua (antes, ao entrar no processo, e depois, ao aceitar o “aceite” do outro).

Como escolhemos participar do processo, parece-nos que a decisão final é da outra parte. Porém, quantos já foram selecionados para um emprego e, na hora de assinar a carteira, desistiram. E são vários os motivos, desde um aumento de salário oferecido pela empresa atual, até por alguma coisa que a pessoa percebeu, durante o processo seletivo, que não condiz com seus valores morais e éticos. Assim, a palavra final do escolhido é dele próprio.

A vida como um todo é da mesma forma. Augusto Cury fala que todos somos vencedores. Entre milhões de espermatozoides, foi esse que nos materializa que foi aceito pelo óvulo. A decisão do espermatozoide pela disputa é a primeira parte do pão. O “aceite” do óvulo é a vida, portanto, o recheio. Se você acredita em Deus, é o processo da escolha Divina; se não, é a escolha do acaso.

Se assim é, então porque muitos não têm sucesso na vida? Ouço sempre a ideia de que parece que o sucesso é para os escolhidos. E pasmem: é!

A grande questão é que, como dito acima, quando nascemos, o recheio está formado. O que falta, então, é a segunda parte do pão. Portanto, precisamos colocar o nosso aceite por ela! Precisamos decidir que queremos ser um desses escolhidos.

É claro que não é uma decisão fácil. Sucesso é feito de planejamento, dor e transpiração. Tem um preço a pagar. A questão é que o fracasso também cobra a sua conta (e, na minha modesta opinião, é bem mais alta!).

Portanto, como a escolha pela vida depende dos dois lados, a outra parte, seja Deus, seja o acaso, já te escolheu. Para ser um dos escolhidos, é preciso que você escolha ser um destes.

Resumindo: quer ter sucesso? A primeira coisa é entender que pessoas de sucesso pagam o preço; há suor e sofrimento nele, também; o preço do sucesso ou do fracasso, você vai pagar de qualquer forma; por fim: é preciso escolher ser um dos escolhidos. A decisão é sua!

Pense nisso, se quiser, é claro!

 

Prof. Me. Coltri Junior é palestrante, administrador de empresas, consultor organizacional e educacional, professor e diretor da Nova Hévila Treinamentos. Website: www.coltri.com.br – E-mail: [email protected] – facebook.com/coltrijr

 


TAGS:

Coltri Junior

Professor Coltri Junior é palestrante, consultor organizacional e educacional, professor e diretor da Nova Hévila Treinamentos

Ver mais publicações >

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente