O meio ambiente e seu cuidado

Opinião
Guaíra, 1 de abril de 2017 - 07h31

O meio ambiente é uma dádiva de Deus para a toda a humanidade, sendo responsabilidade de todos cuidar de tudo que nos rodeia de forma adequada. Um dos importantes ensinamentos do Islã é essa obrigação, onde o Alcorão descreve a humanidade como sendo legatários da terra.

Assim Deus diz sobre seus sinais: Então, não observam eles o céu, acima deles, como o edificamos e o aformoseamos, e como não há fresta alguma nele? E terra, estendemo-la e, nela, implantamos assentes montanhas e, nela, fazemos germinar toda espécie de esplêndidos casais de plantas (6-7).

Mas não é isso que acontece, onde o homem cada vez mais através do poder e da ganância destrói tudo que vê pela frente, onde hoje sentimos tal realidade através das mudanças climáticas, tempestades, tornados, seca e chuvas excessivas, poluição, etc., havendo um desequilíbrio total na vida das pessoas.

O Alcorão destaca este ponto quando assim diz: A corrupção apareceu na terra e mar por causa daquilo que as mãos dos homens fizeram (30:41).

Como religião abrangente existem vários ensinamentos no Islã que, se seguidos, ajudarão o meio ambiente. Entre estes está o ensinamento de abster-se de desperdício e desperdício de recursos naturais. Uma vez um companheiro do Profeta Sws, estava realizando a ablução (purificação para a oração) e usando muita água. O Profeta SWS disse: “O que é essa extravagância?” O Companheiro respondeu: “Há extravagância com água em ablução?” O Profeta disse: “Sim, mesmo que você estivesse nas margens de um rio com muita agua”

Aqui vemos que há mais de 14 séculos que o Profeta Sws ensinava a conservar o meio ambiente em que vivemos, não podendo haver exagero, mesmo que tenhamos muito à nossa disposição, pois muitas pessoas não têm, onde deve haver consciência no consumo, de forma adequada e sem desperdícios.

O Alcorão explica que, como os seres humanos, os animais também são comunidades, não há criatura na terra ou animal que voa com suas asas, exceto que eles são comunidades como nós. Existem vários capítulos no Alcorão com o nome de animais, como a vaca, a abelha, a aranha e a formiga. O Islã fez grandes esforços para destacar os direitos dos animais. É uma realidade lamentável que os direitos dos animais são violados pela caça para o desporto, peles, ou fins diferentes de alimentos.

O Profeta Sws disse: “Não tome nenhum ser vivo como alvo”. “Quem matar um pardal ou qualquer coisa maior do que isso sem justa causa, Deus o responsabilizará no Dia do Juízo”.

Cada espécie animal desempenha o seu papel na manutenção de um equilíbrio e equilíbrio na Terra. Quando uma espécie inteira se extingue, este equilíbrio é interrompido e tem um impacto negativo no ambiente. O Islã também estendeu esta regra para as culturas, observando que destruir ou prejudicar as culturas sem nenhum benefício imediato, como comer, não é permitido.

A própria camada de ozônio que hoje é agredida, está descrita no alcorão como a camada protetora da terra, que assim diz: “E fizemos o céu como abóbada bem protegida; e, apesar disso, desdenham os seus sinais!” (Alcorão 21:32)

Deus protegeu a Terra com essa camada e as ações das pessoas estão acabando com ela, com gases tóxicos e radiação, onde o próprio ser humano vai causando a sua própria destruição, havendo derretimento das calotas polares, aumento do câncer de pele, reduz nossas defesas imunológicas, altera o crescimento da plantas, etc.

Por isso, a lei islâmica estabeleceu uma diretriz geral para todos os humanos que vivem na face da terra, que significa não criar qualquer dano a este Universo. Disse o profeta Sws: “Não é permitido dano nem prejuízo…”.

Ele ainda incentivou ao plantio de árvores, quando assim disse: “Quem vivificar uma terra morta, terá a recompensa dela, e toda vez que os animais e pássaros se alimentarem dela isto lhes será uma recompensa”.

Deste modo deve haver uma relação de amor e carinho entre o indivíduo e o meio ambiente que o rodeia, entre seres inanimados e seres vivos, onde a sua preservação é um benefício para ele e um dever e obrigação com seu Criador, que tudo nos proporcionou e irá nos questionar como administramos tudo aquilo que nos foi confiado.

 


TAGS:

Girrad Mahmoud Sammour

Girrad Mahmoud Sammour, Advogado, Pós Graduado em Processo Civil, Professor Divulgador Do Instituto Latino Americano De Estudos Islamicos-Ilaei, Diretor Da Mesquita De Barretos-Sp. Dúvidas e palestras  [email protected]

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente