Político fraco e mentiroso é fantoche do coronel

Opinião
Guaíra, 13 de abril de 2016 - 08h00

Por Flavio Tavares

O guairense vem ouvindo, ao longo dos anos, discursos demagógicos proferidos principalmente em campanhas eleitorais pelos bairros da cidade. São promessas que se tornaram plataforma de campanha para esses crápulas, exemplo: o incentivo ao pequeno produtor rural, Internet grátis, esporte, educação, transporte universitário, saúde, etc…

Essas palavras são hinos demagógicos na boca desses políticos sem qualidade, mentiras que vão de Quatrocentas até Mil casas populares e que no meu ponto de vista não passarão de ilusão enquanto o interesse pessoal predominar.

Pessoas influentes que ocupam cargos que deveriam tratar do interesse coletivo ao invés do próprio interesse, inclusive os políticos atuais tem grande apreço por loteamentos, diga-se de passagem que são donos de áreas periféricas da cidade que propiciam urbanização. Faça sua reflexão e analise bem.

Os políticos que aí estiveram e aí estão têm realmente interesse em fazer casas populares que atrapalhariam seus empreendimentos? Já se passaram dezesseis anos sem investimentos na habitação, nem, se quer, nosso famoso “Mutirão”!

Essa ausência super valorizou o setor imobiliário, que beneficiou apenas alguns.  É a simples lei da procura e oferta, com a extinção das moradias populares, o guairense se viu sem escolhas e foi obrigado a procurar por lotes.

Coronéis que, como maestros regem toda essa orquestra, estes que por de trás dos panos, bem ali nos bastidores, ditam o roteiro e governam ao lado dos prefeitos. Por isso eu vos digo, atentem-se e observem essas manobras que vem passando despercebidas bem debaixo do nosso nariz. Devemos exterminar a hegemonia política que, por incrível que pareça, reveza o mesmo grupo político.

Filantropos e altruístas as vésperas, toda essa competição para saber quem dá mais e é óbvio que beneficia as bases, porém momentaneamente e ao mesmo tempo prejudica a longo prazo a capacidade de discernimento.

Agora todos buscam uma causa nobre para defender, uma bandeira para levantar. Trabalham em cima da necessidade básica de cada grupo, explorando a esperança singular de cada guairense. É o simples “prometer a quem tem fome um pedaço de pão, a quem anseia por beber, água para saciar a sede”.

É uma pescaria predatória e para cada um de nós há uma isca diferente, esse é o jogo da fisga! É ela, mais antiga do que Cristo e tantas vezes por mim mencionada em meus textos. Demagogia, a corrupção democrática, uma forma de manipular ou agradar a massa popular, incluindo promessas que provavelmente não serão cumpridas, visando apenas a conquista do poder político. A caridade aliada à publicidade nada mais é do que autopromoção e oportunismo, fique de olho!

“A palavra-chave é União pois uma andorinha só não faz verão. Pense nisso irmão, reflexão pra renovação”

Por Flavio Tavares


TAGS:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente