Prevenção: única saída para uma boa administração

Opinião
Guaíra, 10 de janeiro de 2016 - 12h35

No meu primeiro artigo de 2016, escrevi essa matéria com bastante pesar de ver essa cidade mais uma vez ser sacudida em rede nacional com más notícias. Torcia muito para que fosse tudo diferente, mas, infelizmente, as perspectivas que estamos acompanhando não são muito animadoras. Pelo começo do ano, não mudou nada do que aconteceu nestes últimos três anos de governo, fraco sem rumo e sem planejamento. Infelizmente a população guairense está sofrendo, pagando até com sua própria vida, por tanta irresponsabilidade dessa administração. Entre tantos problemas enfrentados pelas famílias guairenses nos últimos anos, na atualidade estamos enfrentando uma grande epidemia de dengue. São milhares de casos confirmados da doença, por pura irresponsabilidade do prefeito Sérgio de Mello e seu vice Denir, por não terem feito um trabalho de prevenção nos últimos meses para evitar que esse exército de pernilongos nascesse e contaminasse as pessoas, transmitindo de um para o outro esta silenciosa e perigosa doença. Pela experiência que tenho de ter administrado essa cidade por quatro anos, graças a Deus alcancei índice quase zero da doença, porque cuidava com muito carinho, e dedicação, da cidade. Sugiro ao atual prefeito e seu vice que parem com politicagem, parem de ficar, depois de três anos, ainda nomeando cargos comissionados. Mostrem para a população, mesmo depois de tanta lambança, que a administração precisa tomar medidas rápidas e urgentes para colocar um fim nessa epidemia de dengue. Não adianta ficar com meia dúzia de agentes visitando as casas das pessoas, caçando possíveis criadouros dos mosquitos, sendo que Guaíra toda está dominada por pernilongos. Esse trabalho tinha que ter sido feito há cinco meses para não ter deixado esses insetos nascerem. Agora, só há uma solução que deve ser feita de imediato: trazer duas ou três caminhonetes da Sucen e pulverizar, através de nebulização, toda nossa cidade para eliminar e matar estes mosquitos que estão transmitindo a doença. Aí sim, depois de pulverizar todo o município e acabar com esses pernilongos, vê se vocês tomem vergonha na cara, fazem jus ao “gordo” salário que estão recebendo – só o prefeito já levou dos cofres da prefeitura mais de R$900 mil reais (somente de salário) – e cuidar da cidade, roçando e limpando logradouros públicos, dando manutenção em terrenos que não possuem construção, aplicando inseticida nas valas e esgotos da cidade para eliminar possíveis focos de criadouro de mosquitos, escorpiões, baratas, ratos e outros insetos, que frequentam esses ambientes por debaixo das ruas de Guaíra. Aí sim, continuar fazendo o Arrastão nas residências, principalmente nessas casas e prédios abandonados. Ou será que vai precisar entrar com mais uma ação no Ministério Público – que é o verdadeiro guardião da sociedade – para que o mesmo obrigue vocês a fazer o dever de casa e acabar com essa epidemia de dengue? Você – Sérgio de Mello – quando precisou tratar da sua saúde, procurou os melhores hospitais de São Paulo. Mas 90% da população não tem condições de fazer o mesmo e se vê obrigada a procurar o sucateado Pronto Socorro ou a tumultuada Santa Casa de nosso município e ainda ser atendida pelo SUS. Então, prefeito e vice, prevenção é a única saída para uma boa administração e é o que está faltando para os mandantes do Paço Municipal.



Claudio Armani

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente