A terminadora dos prazeres

Opinião
Guaíra, 20 de setembro de 2016 - 07h57

Muitos dos seres humanos vivem essa vida, se esquecendo que logo irão a deixar, onde todos terão que prestar contas com o Criador.

Deus diz no alcorão: “Toda a alma provará o sabor da morte, e no Dia da ressurreição sereis recompensados integralmente pelos vossos atos” (3:185)

Independente da classe social, para os que têm saúde e para os doentes, para os que têm força, beleza, poder, sejam novos ou idosos, a morte não faz diferença e a mesma chegará quando Deus determinar e somente Ele sabe a hora e mais ninguém.

O profeta Muhamad SAAS disse: “Sê nesta vida como se fosses um estranho, e age como se estivesse de passagem”.

Aqui vemos que esta vida é apenas ilusão, onde devemos cumprir com as nossas obrigações, com conduta, valores, honestidade, respeito, fazendo o que Deus Ordenou e se afastando de tudo que Ele proibiu.

Por isso que jamais devemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje, pois a morte é repentina e quando a mesma chegar não há mais arrependimento, onde levaremos conosco as ações praticadas durante o tempo que aqui permanecemos.

Vemos assim que nada adianta a arrogância, prepotência, ausência de compaixão, mentiras, calunia etc, pois tudo está sendo computado e feliz aquele que lapida sua vida, sendo diligente em todos os aspectos.

Sermos produtivos e presentes na vida das pessoas enquanto aqui estamos, deixando uma herança benéfica para os outros quando partimos, deve ser nosso objetivo.

Em outros ensinamentos o Profeta SWS disse: “Quando chegar o Dia do Juízo todo servo de Deus permanecerá de pé até que preste conta acerca de sua vida em que a empregou; de seu conhecimento, o que fez com ele; da sua riqueza, como a conseguiu, e em que a gastou; do seu corpo, como o consumiu”. “Se você não sente vergonha de nada, então você pode fazer o que quiser.”

Assim seremos questionados como vivemos nossa vida, o que fizemos com o conhecimento, empregando o mesmo para o bem ou para o mal, dos bens que conseguimos de fontes lícitas ou ilícitas e como foi gasto, o corpo dado por Deus, se você o maltratou com drogas, bebidas, cigarros ou o tratou da melhor maneira.

Por fim, se não termos vergonha de nada, achando que atos ilícitos e desobediência com o Criador não são vistos, faça o que quiser, porém não reclame das consequências seja nesta vida ou na vida eterna, pois nada e muito menos um pensamento deixará de ser computado e iremos ver todas as nossas ações sejam grandes ou pequenas, boas ou ruins.


TAGS:

Girrad Mahmoud Sammour

Girrad Mahmoud Sammour, Advogado, Pós Graduado em Processo Civil, Professor Divulgador Do Instituto Latino Americano De Estudos Islamicos-Ilaei, Diretor Da Mesquita De Barretos-Sp. Dúvidas e palestras  [email protected]

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente