Um senhor antigo com a cara de sua terra: uma breve homenagem ao O GUAÍRA e a GUAÍRA

Opinião
Guaíra, 1 de agosto de 2020 - 22h47

O jornalismo sério e competente é uma das bases da democracia e da sociedade complexa a que nos tornamos, dia após dia. Sendo assim, carecemos de informação tecnicamente apurada e consistentemente sustentada.Sem jornalismo, vivemos todos cegos dos acontecimentos sobre a realidade e reféns das versões enviesadas que defendem suas bandeiras e interesses próprios.

Em tempos de fake News,os quais apadrinhados pelo vírus sombrio da falsidade encontra fácil propagação via internet, observamos que os leitores atuais estão cada vez mais informados, restando saber, porém, se estão bem informados por acessarem notícias verdadeiras em sites jornalísticos sérios dentre os inúmeros que são criados diariamente na web.

A possibilidade de se obter informação em um clique, aliada à precipitação e à falta de rigor do usuário/leitor, ameaça o bom jornalismo que luta em valorizara qualidade do conteúdo a fim de que esse não seja atravessado pela era da desinformação. Ademais, o compromisso com seu público-alvo não pode perder a credibilidade que lhe é depositada.

No tangente ao trabalho de produção um jornal, seja ele digital ou impresso, reportamo-nos aos tempos – até bem recentes – em que assinávamos a Folha de São Paulo ou o O Estadão os quais, impressos, chegavam a nossas casas informando-nos acerca das notícias nacionais e internacionais.

Voltando um pouco mais na história, especificamente em 1929, nascia o jornal O GUAÍRA, como um veículo regional de informação. Não se vê mais o   jornal Folha de São Paulo nem O Estadão nas bancas, aliás, as bancas também se modificaram com o tempo. Contudo, O GUAÍRA mantém a sua forma impressa aderindo, também, ao suporte digital a fim de alcançar os diversos meios midiáticos.

Neste ano, O GUAÍRA vive os seus 91 anos de criação e, com ele, comemora-se os 91 anos da emancipação de Guaíra, cujo evento o jornal teve a honra de noticiar: é como se mãe e filho nascessem juntos e brindassem a chegada de novos planos, novas vidas, novos momentos.

A instalação de Guaíra como município aconteceu em 18 de maio de 1929 e o seu reconhecimento como comarca no dia 18 de maio de 1955. Ao longo desses 91 anos, tivemos muitas conquistas na nossa comunidade, as quais serviram como incentivo para que o jornal trabalhasse mais e melhor.

Sob as vestes da credibilidade e do comprometimento, o jornal O GUAÍRA sempre teve o objetivo de informar e apoiar nossa comunidade por meio da divulgação das informações verdadeiras ao veicular as notícias com critério e respeito, afinal, um jornal seguido por uma comunidade, também deve se preocupar com ela para fortalecer o vínculo jornalismo-comunidade.

Desse modo, para o leitor, o importante no jornalismo é seu caráter imparcial, que diz respeito à postura desinteressada em defender um ou outro posicionamento político/ideológico.

O jornalismo sério não tem o intuito de construir verdades e, sim, um trabalho sério e grandioso que, na sua missão, busca revelar e iluminar a nossa história.

Mais uma vez: Parabéns Guaíra, Parabéns O GUAÍRA!

Simone Cristina Succi – Professora/Doutora em Inglês, formadora de professores junto a EFAPE/SEE – SP.

Conceição AP. F. B. Nicolino – Pós graduada em Gestão Escolar e Gestão Educacional, Diretora aposentada pela SEE/SP.


TAGS:

Simone Cristina Succi

Ms. Simone Cristina Succi é professora titular de cargo de Inglês na E E Prof. Dalva Lellis G. Prado, atualmente exerce a função de coordenadora da disciplina de Inglês, junto à EFAP (Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores) em São Paulo; é pós graduada – com Strictu Sensu pela UNIFRAM e doutoranda pela USP-SP

Ver mais publicações >

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente