-
º º 22:18
Guaíra - SP

Prefeito José Eduardo anuncia mudanças no sistema de limpeza da cidade

Para que o serviço não seja descontinuado, serão utilizados os trabalhadores do projeto “Trabalho Cidadão” para a varrição, raspagem e limpeza das vias públicas

Cidade
Guaíra, 25 de fevereiro de 2019 - 11h39

Na tarde da última quinta-feira, 21, o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis anunciou em seu gabinete, durante coletiva de imprensa, as mudanças substanciais no sistema de limpeza pública da cidade.

Participaram do encontro: o Diretor de Assistência, Desenvolvimento e Inclusão Social, José Reinaldo dos Santos Junior; o Chefe do Departamento de Serviços Urbanos, Valter Alves dos Santos Júnior; o chefe da Seção de Parques e Jardins, João Geraldo Grupo “Pãozinho”; e o Diretor de Transparência, Justiça e Segurança, Dr. Eder Batista Conti da Silva.

José Eduardo falou das alterações que acontecerão na limpeza pública a partir do mês de março, com o encerramento do contrato da empresa Seleta Ambiental, que foi inabilitada na licitação feita pela prefeitura para a prestação do serviço por não apresentar a documentação exigida.

O serviço de limpeza urbana, no processo licitatório, foi desmembrado, ou seja, foi realizada uma licitação para a coleta, transporte e destinação do lixo doméstico e outra para a varrição, raspagem e limpeza de vias públicas. A empresa Centerleste, de Mogi das Cruzes, teve um erro em sua proposta para a coleta do lixo e está em fase de recurso. Já a licitação para o serviço de limpeza das vias públicas está em fase interna na prefeitura, necessitando ainda de parecer técnico e jurídico.

Para que o trabalho não seja descontinuado, o prefeito, juntamente com a Diretoria de Assistência, Desenvolvimento e Inclusão Social, decidiu utilizar os trabalhadores do projeto “Trabalho Cidadão” para realizarem o serviço de varrição, raspagem e limpeza das vias públicas.

De acordo com o Chefe do Executivo, através de critérios sociais elaborados pela Diretoria de Assistência, levando-se em consideração a situação de vulnerabilidade do trabalhador, serão chamadas 90 pessoas para fazer a varrição das ruas e outras 50 para o serviço de raspagem. Esses trabalhadores também serão utilizados para limpeza de próprios públicos como parques e praças e também no Cemitério Municipal e em outros trabalhos executados pelo Departamento de Serviços Urbanos.

Os componentes do “Trabalho Cidadão” farão o serviço pelo prazo de 90 dias, de segunda a sexta-feira, com turno de 4 horas diárias. Ao final de cada ciclo, novas pessoas serão chamadas. “Estaremos dobrando o número de prestadores de serviço na varrição da cidade e ainda melhorando a limpeza dos espaços públicos, mas, obviamente, não podemos deixar de pedir a colaboração da população. Se todos cooperarem a cidade ficará mais limpa. Essa iniciativa é muito importante, pois estaremos gerando emprego e transferindo renda para o cidadão. Isso também movimentará o nosso comércio”, disse José Eduardo.


Sobre o Cadastro

A partir de segunda-feira, interessados em integrar o projeto “Trabalho Cidadão” devem procurar o CRAS de sua região. Porém, o diretor José Reinaldo dos Santos Júnior fez questão de frisar que não é necessário madrugar ou fazer fila nos Centros de Referência da Assistência Social distribuídos pela cidade para conseguir a vaga no projeto. “A Assistência já tem o levantamento social das pessoas em situação de vulnerabilidade e conhece suas carências. Esse será o critério para que as vagas sejam ocupadas. Por isso, as pessoas não precisam entrar em fila ou madrugar para conseguir sua vaga, pois a Assistência irá chamar as que mais precisam integrar este projeto”, explicou.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos