Saúde registra baixa procura por vacina contra o sarampo em Guaíra

Em Guaíra são 2.130 crianças nesta faixa etária que devem ser levadas por seus pais ou responsáveis ao Posto de Saúde da Família mais próximo para serem imunizadas contra a doença

Saúde
Guaíra, 10 de outubro de 2019 - 15h09


A Secretaria Municipal da Saúde registrou baixa procura pela vacina contra o sarampo durante a campanha nacional de imunização contra a doença iniciada na última segunda-feira dia 7. A campanha segue até o próximo dia 25 sendo que o Dia D será em 19 de outubro, quando haverá a mobilização nacional contra a propagação do sarampo. Nesta primeira fase o público alvo são as crianças a partir dos 6 meses até os 5 anos incompletos.

Em Guaíra são 2.130 crianças nesta faixa etária que devem ser levadas por seus pais ou responsáveis ao Posto de Saúde da Família mais próximo para serem imunizadas contra a doença. A meta nacional é vacinar 95% do público alvo. A notícia serve de alerta para os pais e responsáveis já que desde o início de 2019 há 5.411 casos de sarampo confirmados laboratorialmente no estado de São Paulo. Após orientação do Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual passou também a confirmar casos com base na avaliação clínica (sintomas e avaliação médica), confirmando outros 976 casos. Foram registradas 9 mortes, sendo 4 de crianças menores de um ano.

”O sarampo é uma doença grave que pode deixar várias sequelas, inclusive neurológicas, podendo levar até a morte. Os pais não podem se omitir deixando de vacinar seus filhos. A vacina é de graça e está disponível em todos os PSF de Guaíra, bastando que os pais ou responsáveis levem também a carteira de vacinação da criança. Não se esqueça que vacinar é um gesto de amor” enfatizou o Secretário Municipal da Saúde, Jorge Uatanabe do Prado.

Saiba quais são as sequelas que podem acometer as pessoas vítimas do sarampo…

  • Cegueira
  • Surdez
  • Diminuição da capacidade mental
  • Retardo do crescimento e pode levar a morte


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Saúde
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos