Sex - 22/02
29º 21º 08:47
Guaíra - SP

Secretário de Obras esclarece problemas com a pintura da Área Azul no centro da cidade

O setor municipal de Trânsito recomendou que o governo não aceite a entrega do serviço feito pela empresa licitada devido à ”aparente má qualidade da técnica ou tinta aplicada”

Cidade
Guaíra, 6 de fevereiro de 2019 - 10h24

Apenas alguns dias após a pintura da Área Azul ter sido finalizada no centro da cidade, o setor municipal de Trânsito já encontrou alguns problemas com o serviço prestado pela empresa licitada pelo governo municipal.

De acordo com o departamento, não é recomendado que a Secretaria Municipal de Obras aceite a entrega da pintura no solo, já que não foram realizadas as exigências de acordo com o projeto da prefeitura. Segundo o chefe do setor de Fiscalização de Código e Posturas, Edivaldo Martins, devido à aparente má qualidade da técnica ou tinta aplicada, algumas faixas de pedestres já estão desbotadas.

Além disso, nem todas as vagas possuem o tamanho adequado para atender caminhonetes ou outros veículos de cabine estendida, como na foto retratada acima. ”Há vagas maiores do que a fotografada, que atendem caminhonetes maiores. Todavia não dará para impedir que um veículo pequeno (Ford Ka ou Fusca, por exemplo) entre nas vagas maiores de 5,70 metros”, afirma Edivaldo.

Para o secretário municipal de Obras, José Carlos Augusto, qualquer serviço que não for realizado de acordo com as exigências do governo municipal, não haverá recebimento. ”O procedimento é: assinar o contrato, dar ordem de serviço, a empresa faz o serviço, a gente acompanha e depois existe uma medição e um recebimento de obra. Mas ele só é realizado se a obra estiver de acordo com o projeto, se estiver de acordo com a questão de qualidade, quantidade e uma série de coisas”, explica.

José Carlos ainda confirmou sobre as pendências referentes às pinturas da Área Azul. ”Existem detalhes sobre a área azul que a prefeitura já está notificando a empresa e só vai efetuar o pagamento à firma após a concretização da obra nos moldes que estipulamos no processo licitatório. E isso ocorre em todos os serviços prestados, como, por exemplo, acontece com o recapeamento, se ele não fica a contento a empresa não vai receber. O mesmo aconteceu com o emissário de esgoto, não estava a contento, paralisou, teve um processo tumultuoso, um tanto quanto traumático, mas tem que fazer de acordo com o que exigimos em projeto. Essa é a situação para todas as obras existentes no município administradas pela prefeitura”, completa.

Como funcionará a Área Azul

A Área Azul funcionará de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h e aos sábados, das 9h às 13h. A previsão de início é a partir do mês de março de 2019, com data exata a ser divulgada posteriormente.

O prazo para o estacionamento na mesma vaga, nesse primeiro momento, será livre e será cobrado da seguinte forma: 1 hora, no valor de R$ 2,00; e 2 horas, no valor de R$ 3,00.

As motocicletas estão isentas da taxa, desde que estejam estacionadas nos devidos locais, determinados para tais. Idosos e deficientes físicos também terão isenção quando estacionados nas vagas indicadas de uso exclusivo para cada categoria.

Ao todo, são cinco locais destinados aos estacionamentos com: 317 vagas para carros, 196 para motos, 18 para idosos, 4 para deficientes, 4 para deficiente/idosos e 53 rampas para deficientes.

Na reorganização do trânsito no centro comercial da cidade também serão criados ”bolsões” de estacionamento para motocicletas e ciclistas.

Os Bicicletários serão instalados no espaço dos 5 metros da esquina onde é proibido estacionar no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Caso o motorista insistir em estacionar o carro nestes locais, será multado pela polícia.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos