Sérgio Mello quer continuidade de projetos essenciais

Geral
Guaíra, 25 de setembro de 2016 - 08h52

O prefeito também destacou que possui um plano ainda mais ambicioso para impulsionar o empreendedorismo na cidade

O candidato à reeleição da prefeitura de Guaíra, Sérgio Mello, lembrou neste final de semana de projetos de sua primeira Administração, que foram “descontinuados pelo governo anterior, em 2009”, depois que deixou o Paço Municipal.

Sérgio esteve em agenda de caminhadas e comícios na sexta-feira (23) e no sábado (24), que contou com o apoio massivo da população. “Outros projetos serão descontinuados se outra pessoa assumir a Prefeitura no ano que vem”, explicou aos munícipes.

“O Posto de Atendimento ao Empreendedor (PAE) do Sebrae, meu projeto, por exemplo, foi desativado de 2009 a 2012. O local era referência em fomento e auxílio aos pequenos empresários e empreendedores do município”, declarou o candidato ao cargo majoritário, lembrando que reativou o posto quando reassumiu a prefeitura, em 2013.

Agora, o prefeito destacou que possui um plano ainda mais ambicioso para impulsionar o empreendedorismo na cidade: Sérgio assinou um termo de compromisso de instalação de uma unidade do Sebrae em Guaíra, na sede da Coordenadoria de Indústria e Comércio. O evento da assinatura aconteceu em Barretos e contou com a presença de Nílcio Cairbar de Souza Freitas, gerente regional do Sebrae.

“Outra questão que sofreu retrocesso quando saí da Prefeitura foi relacionada à Associação de Produtores de Leite de Guaíra (Apleg), que eu criei na minha primeira gestão. Implantamos inclusive a inseminação artificial de graça. Tudo isso foi interrompido depois que saí, e tive que reorganizar tudo de novo em 2013”, explicou Sérgio. O chefe do Executivo voltou a comprar, em 2014, a produção de leite dos associados para a merenda escolar, uma ajuda importante para manter a organização.

FACULDADE

Segundo Mello, o polo municipal da Universidade Anhanguera-Uniderp, que formou centenas de jovens guairense em sua primeira gestão, também foi fechado quando saiu da Prefeitura. “Depois que assumi novamente, em 2013, demoramos quase três anos para conseguir novamente o credenciamento do Ministério da Educação. Com muito trabalho abrimos a faculdade mais uma vez”.  Hoje, o local tem 20 cursos à distância e semipresencial.

Outra preocupação do Sérgio é a continuidade do projeto das casas populares. “Os outros três candidatos têm se furtado dessa questão. A única garantia da continuidade desse projeto é a minha reeleição”, completou Sérgio.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente