Sogube inicia campanha Setembro Amarelo “prevenção ao suicídio”

Máscaras com o tema “eu te escuto” foram doadas às famílias atendidas pela instituição20

Geral
Guaíra, 20 de setembro de 2020 - 15h17

A Sociedade Guairense de Beneficência, uma organização da Sociedade Civil, que há mais de 50 anos vem prestando relevante serviço público no atendimento a criança e adolescente no município de Guaíra, continua com suas ações e projetos sociais, mesmo em período de pandemia.

Mesmo com o distanciamento social tão necessário para prevenir a contaminação da covid-19 e todas as atividades coletivas presenciais suspensas,  a equipe gestora, técnica e operacional vem elaborando estratégias remotas (online) para o desenvolvimento de seus programas. Desse modo, neste mês de setembro, o foco está na saúde mental e emocional, com a Campanha Setembro Amarelo: Prevenção ao Suicídio.

“Todos estão envolvidos: equipe de trabalho, atendidos, famílias e comunidade parceira”, informa a diretoria. “O Setembro Amarelo foi instituído no Brasil em 2015, durante muito tempo, falar sobre suicídio foi um tabu. Havia medo de se falar sobre o assunto. De uns tempos para cá, esta barreira foi sendo derrubada e informações ligadas ao tema passaram a ser compartilhadas, contribuindo na prevenção”, completa.

Surgiu então um outro desafio: falar com responsabilidade, de forma adequada para que o objetivo de prevenção seja realmente eficaz. “Com apoio do grupo Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul, que doou máscaras que foram customizadas pela Sogube, distribuímos esses itens às famílias atendidas com o tema: ‘eu te escuto’”, destaca.

Através de ampla divulgação e mobilização, crianças, adolescentes e pais têm compartilhado nas redes sociais a foto com a máscara com mensagens de quem ele(a) escuta, ampliando a corrente do bem, incentivando a falar sobre o assunto.

“Se um amigo se aproximar e perguntar ‘tem algo que eu possa fazer para te ajudar?’, a pessoa pode sentir abertura para desabafar. Nessa hora, ter alguém para conversar pode fazer toda a diferença. E qualquer um pode ser esse ‘ombro amigo’, que ouve sem fazer críticas ou dar conselhos. O importante é estar preparado para ouvir respeitando o momento e a forma de pensar desta pessoa”, finaliza a diretoria da Sogube.

 

 


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente