Seg - 21/01
33º 22º 07:18
Guaíra - SP

Vereadora Maria Adriana destaca mês de combate à violência contra mulheres

Legisladora é autora da lei que institui no calendário do município a data que destaca importância do combate à violência contra mulheres

Cidade
Guaíra, 26 de novembro de 2018 - 08h56

A vereadora Maria Adriana de Oliveira Gomes é presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos das Mulheres

A vereadora Maria Adriana de Oliveira Gomes (PT), é autora do projeto de lei número 10/2017, que instituiu no município do Mês de Combate à Violência contra as Mulheres, que é destacado nos meses de novembro e dezembro de cada ano. Maria Adriana é presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher e tem buscado na sua atuação na Câmara Municipal políticas públicas voltadas para as mulheres. “Como parlamentar e mulher, tenho que buscar ações que visem combater abusos e crimes contra as mulheres em nossa comunidade e principalmente orientá-las sobre seus direitos”, destacou ela.

A data de 25 de novembro ficou conhecida mundialmente por conta da violência cometida contra as irmãs dominicanas, Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, que lutavam por soluções de problemas sociais de seus países. Elas foram perseguidas, pressas e brutalmente assassinadas devido à luta por direitos.

A data é conhecida como o Dia da Não Violência Contra as Mulheres. Em 1991, em Assembleia Geral, a Organização das Nações Unidades (ONU), proclamou a data como Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher, e nesta mesma data inciou-se “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, que termina em l0 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos, que também tem o objetivo de propor medidas de prevenção de combate à violência. Também no dia 6 de dezembro é marcado pelo Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres.

Segundo a vereadora Maria Adriana, é preciso combater qualquer tipo de violência contra as mulheres na sociedade. “Precisamos encorajá-las a denunciar qualquer tipo de abuso ou violência. Muitas mulheres que são vítimas não possuem conhecimento de seus direitos. Datas como estas servem para alertar e conscientizar que agressão é crime”, comentou ela.

A violência contra as mulheres ocorre nos espaços públicos, privados e domésticos. Agressões reduzem a autoestima da mulher, causam danos à saúde, estresse, enfermidades, entre outros males. Estatísticas mostram que a cada uma hora e meia uma mulher é assassinada e a cada quinze segundo uma mulher sofre algum tipo de agressão. Nos últimos 30 anos, 91 mil mulheres foram assassinadas no Brasil.

AÇÕES EM GUAÍRA
A vereadora Maria Adriana de Oliveira Gomes, informou que está organizando um evento para destacar a data no mês de dezembro, em parceria com o Conselho Municipal da Mulher. A parlamentar disse que pretende mobilizar a sociedade civil e poder público, para somar forças no combate ao enfrentamento das diversas formas de violências sofridas diariamente pelas mulheres. “Estamos trabalhando com bastante empenho para organizar este evento que terá como objetivo levar uma mensagem de alerta e conscientização de que devemos lutar na defesa dos direitos humanos e cultura de paz”, destacou ela que disse que em breve divulgará a data da atividade.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos