Barretos mais que dobra a capacidade de leitos na Enfermaria dedicada ao tratamento de Covid-19

Segundo a prefeitura da cidade, o número total de vagas atinge os 54 leitos de UTI disponíveis para tratamento de vítimas da pandemia

Saúde
Guaíra, 24 de junho de 2020 - 23h14

Com a instalação de mais 16 leitos na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Nossa Senhora, exclusivo para pacientes em tratamento da Covid-19, toda ala de internações em sistema de Enfermaria do Hospital está sendo transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Barretos, em setor exclusivo, com 40 leitos disponíveis, enquanto no Nossa Senhora eram 16 vagas de Enfermaria. A ampliação está sendo feita graças à contratualização da prefeitura barretense junto à Santa Casa, no Sistema Único de Saúde – SUS.

Desde o início da pandemia, são 38 leitos na UTI do Hospital Nossa Senhora dedicados a pacientes da doença que apresentam estado grave. Com a instalação dos 16 respiradores conquistados junto ao Governo do Estado de São Paulo, resultando, somados a outros equipamentos, a novos 16 leitos, o número total de vagas atinge os 54 leitos de UTI disponíveis para tratamento de vítimas da pandemia.

A Prefeitura de Barretos tem informado diariamente, por meio de Boletins Oficiais e Gráficos, a evolução da doença no município, inclusive considerando números de Hospitais particulares. Segundo o secretário municipal de saúde, Alexander Stafy Franco, “a Prefeitura tem investido em realizar muito mais testes que a maioria das cidades do estado, pois temos consciência que esse é um caminho para ter informações mais próximas à realidade do contágio na cidade e podermos traçar políticas públicas de maneira mais segura. Mesmo quando alguém paga por um teste realizado em clínica particular, esse resultado é computado oficialmente e buscamos testar as pessoas que tiveram contato direto com o infectado, caso o resultado seja positivo”, informou o secretário barretense.

“Mas de nada adianta investir em leitos, em testagem, em campanhas de conscientização se a população não fizer sua parte. Não há vacina disponível para a doença no mundo todo ainda, não há medicamentos comprovadamente eficazes para o combate, não há nem muita informação confiável sobre a Covid-19, o que há mundialmente é o consenso que a melhor prevenção é o distanciamento social, é o ficar em casa, não participar de festinhas, de reuniões com amigos, não sair pra passear, evitar qualquer tipo de aglomeração e para isso, só a atitude individual vai reverter o quadro da pandemia”, desabafou Alexander Stafy Franco.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Saúde
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente