Castrações estão suspensas após denúncia de irregularidades nas cirurgias

Geral
Guaíra, 19 de junho de 2016 - 17h46

Chefe do Departamento de Meio Ambiente e Bem Estar Animal declarou que a suspensão ocorreu após a morte de três animais. Há denúncia de que outros dois gatos não foram a óbito, mas ficaram com alguns problemas após a cirurgia

 

O programa de castração do município previa atingir cerca de 720 animais até o final do ano

O programa de castração do município previa atingir cerca de 720 animais até o final do ano

 

A prefeitura anunciou, nesta quarta-feira (15) a paralisação na castração em cães e gatos após a denúncia de que estariam ocorrendo irregularidades nas cirurgias, o que acarretou na morte de três animais.

O governo estava oferecendo os procedimentos gratuitos desde o dia 17 de maio, após licitar a empresa Clinica Veterinária São Francisco Ltda para os serviços, que ocorriam no Centro de Castração localizado na Rua 06.

De acordo com o chefe do Departamento de Meio Ambiente e Bem Estar Animal da prefeitura, Alaor Borges Pinheiro Neto, a suspensão ocorreu após solicitação da Associação Amigos dos Animais de Guaíra através de ofício. “Foi solicitado, além da paralisação da prestação de serviços, alegando irregularidades no processo de castração (que não foram apontadas) que podem ter causado o óbito de três animais, um pedido de avaliação por um profissional da área, das condições em que estão sendo realizadas as castrações (local, técnica, anestesia, medicamentos receitados e acompanhamento do animal por parte do veterinário), além da equipe”, declara Alaor, através de nota enviada ao Jornal O Guaíra.

Sobre a avaliação pretendida pela Associação, o governo municipal declarou que isso depende de profissional a ser contratado, o que gera um custo. “A prefeitura, por ora, entendeu desnecessária tal avaliação, pelo menos até a vinda de maiores informações e consequente conclusões, levando-se em consideração ainda o fato de que quando da sessão pública de licitação, os participantes apresentam declaração assinada que preenchem todos os requisitos para a prestação de serviços que consta no edital”, explicou o chefe do departamento, que deixou à AAAG autorização para, caso queira disponibilizar um profissional da área, fazer tal avaliação.

Há denúncia de que outros dois animais não foram a óbito, mas ficaram com alguns problemas após a cirurgia. Para isso, os proprietários dos bichos buscaram veterinários de outra cidade, que deram laudos sobre os gatos. “Recebemos estes laudos e estamos analisando toda a documentação. Tentaremos chegar a uma conclusão o mais rápido possível, mas pedimos que a população tenha compreensão, já que as castrações estarão suspensas até os resultados”, declarou Alaor.

À respeito dos óbitos, o chefe do departamento comentou sobre os possíveis riscos de qualquer cirurgia. “Muito embora toda cirurgia tem seu risco, além de existir um percentual razoável face a vários fatores imprevisíveis, inclusive ausência de histórico do animal, tanto é que os tutores dos animais assinam termo de responsabilidade, estamos apurando os casos”, concluiu.

O programa de castração do município previa atingir cerca de 720 animais (cães e gatos) no município de Guaíra até o final do ano.

 



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Geral
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente