Coronavírus pode ser transmitido pelos olhos

Oftalmologista alerta sobre os cuidados necessários para evitar a propagação da doença

Saúde
Guaíra, 13 de agosto de 2020 - 07h37

O combate à Covid-19, causada pelo novo coronavírus, é um desafio que implica medidas de higienização constantes. Porém, além da transmissão pelo ar, por meio de tosse ou espirro, ou pelo contato das mãos com boca e nariz, os olhos também representam uma porta de entrada importante para o vírus.

O oftalmologista Marcelo Mendonça alerta que o contágio pode ocorrer quando o paciente leva as mãos infectadas até os olhos. “A transmissão se dá porque a lágrima e as secreções do globo ocular são vetores de transmissão do vírus”, explica o médico, acrescentando que, por ser transmissão viral, é importante “evitar contato com tudo o que pode conter gotículas de saliva, transmitidas pela fala, tosse, beijo ou espirro”.

Mendonça chama atenção para pesquisas recentes que demostram que, em alguns casos, as partículas virais presentes nos olhos e na mucosa ocular podem se transmitir por meio do ar, de forma direta, quando há uma grande proximidade entre os olhos de duas pessoas. Por isso a recomendação recente feita pela Academia Americana de Oftalmologia (AAO), de que profissões que exijam uma proximidade grande com o rosto do paciente, como médicos otorrinos, oftalmologistas, dermatologistas, esteticistas, dentistas, etc, usem óculos especiais protetores ou, ao menos, máscaras acrílicas protetoras.

O oftalmologista orienta também que, para quem usa lente de contato, o ideal, se possível, pelo menos durante a pandemia, é deixar as lentes de lado e dar preferência aos óculos. “Se não for possível, recomendo cuidados redobrados ao lavar as mãos com água e sabão antes de colocar ou retirar as lentes.”

Conjuntivite

Pesquisas recentes mostram que em alguns casos a Covid-19 pode causar conjuntivite e inchaço nos olhos, inclusive sendo os primeiros sintomas. O médico oftalmologista deve ser procurado imediatamente quando aparecerem sinais de conjuntivite, inchaço das pálpebras, olhos vermelhos ou lacrimejamento.

Os últimos estudos mostram que, embora o quadro similar à conjuntivite possa ocorrer no decorrer da doença, essa primeira manifestação é extremamente rara, ainda que não possa ser totalmente descartada.

 Cuidados com os olhos durante a pandemia: Lavar as mãos frequentemente e não levá-las aos olhos sem higienizar; Não use álcool gel nas lentes de contato para evitar irritação nos olhos ou danos às lentes; Lave o estojo onde guarda as lentes com água e sabão e enxague bastante; Armazene as lentes de maneira adequada dentro do estojo, em solução de esterilização com troca diária desta solução; Os óculos devem ser higienizados frequentemente. Evita tirá-los do rosto quando não estiver em casa; No caso dos profissionais que tenham proximidade com o rosto do paciente, a orientação da AAO é a utilização de proteção para os olhos.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Saúde
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente