Desconhecidas tentam, sem sucesso, levar aluna da creche Josefina

O diretor de Educação Renato Moreira confirmou o caso e parabenizou a equipe da escola por entrar em contato com os pais e não entregar a criança para as duas mulheres

Cidade
Guaíra, 18 de abril de 2019 - 10h11

De acordo com informações, nesta terça-feira dia 16 duas mulheres loiras teriam se dirigido à CEI Josefina Rawagnani Caligaris, para buscar uma criança a pedido de sua mãe. Por um procedimento de rotina, as supervisoras entraram em contato com os pais, que não autorizaram a entrega, já que não conheciam as suspeitas. Ao retornar à porta para buscar mais informações com as desconhecidas, elas já haviam se evadido.

Após o ocorrido, o pai da criança foi à delegacia fazer boletim de ocorrência e a mãe foi chamada na creche para reunião com a diretora, que explicou todo o ocorrido. Os pais não quiseram conceder entrevista no momento, pois aguardam as investigações sobre as mulheres.

Em contato com o diretor de Educação, Renato Moreira, ele confirmou o ocorrido e parabenizou a equipe da CEI por agir adequadamente diante de uma situação suspeita. ”Quero, antes de mais nada, parabenizar a atitude da diretora, coordenadora, das funcionárias, que antes de entregarem a criança pediram maiores informações para essas duas mulheres, nesse momento, quando entraram para ligar para os pais perguntando se estavam autorizadas a entregar a criança, as duas senhoras que estavam do lado de fora foram embora, ou seja, a atitude tomada pela diretora e pelos funcionários foi a correta, a de não entregar a criança sem a autorização dos pais.”

Moreira ainda deixou um alerta, já que, ultimamente, os crimes ocorridos dentro das escolas têm assustados pais e responsáveis. ”Lembrando que no meio de tantas tragédias, tantas coisas que temos visto, principalmente nas cidades grandes, com escolas, creches e até em faculdades, quero deixar a população tranquila, pois temos uma conduta dentro das unidades escolares de Guaíra de, primeiro, proteção às nossas crianças. Fica um alerta a todos os pais de Guaíra nesse sentido? Fica, mas, mais do que isso, fica provado de que a experiência da diretora e das funcionárias prevaleceu nesse momento. Foram para buscar uma criança sem autorização e foram embora sem conseguir levá-la”, ressaltou.

O diretor da pasta tranquilizou a comunidade sobre as unidades educacionais do município. ”Dificilmente irá acontecer algo nesse sentido aqui em Guaíra, porque nossa equipe tem a experiência necessária para conduzir de maneira positiva uma situação dessa. Os pais podem ficar tranquilos, pois este tipo de acontecimento é discutido sempre em nossas reuniões.”

As duas mulheres não foram identificadas. Dessa maneira, a comunidade e também o vereador Jorge Domingos Talarico solicitaram para que o governo municipal se atente às câmeras de segurança instaladas em frente às escolas, já que as mesmas não estão em pleno funcionamento e, nesses casos, seriam de grande utilidade para a identificação das suspeitas.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos