A quem interessa uma ”Fake News”?

Editorial
Guaíra, 10 de setembro de 2019 - 09h55

Muitos cidadãos guairenses jamais poderiam pensar que um dia haveria uma ”Fake News” ou seja, uma notícia falsa campeando solta por nossa cidade. Isto mais parece ”coisa” de cidade grande em tempos de eleições. Polvilhar a cidade com assuntos falsos não acrescenta nada a ninguém.

Para sermos mais claros, há algum tempo noticiamos que o telhado do nosso único hospital seria trocado, pois se fazia necessário esta manutenção. Naquela época, também informamos que toda esta reforma não custaria nenhum centavo dos cofres públicos, porque seria financiada por empresários de nossa cidade.

Hoje, já com as obras começadas e quase concluídas, há quem espalhe que é a prefeitura que está financiando as obras. Na página oito do nosso jornal de hoje estamos elucidando este caso e ainda nominando os empresários que, atendendo ao apelo da nossa ex-primeira dama – Edna Coscrato Lelis, se cotizaram para dar início às obras reparadoras.

Mesmo que o prefeito Zé Eduardo elucide o caso, mesmo que o jornal publique a verdade, mesmo que rádios sérias e comprometidas com o fato façam suas manifestações, a centelha da maldade fica pairando sobre os munícipes e um sentimento de dúvida pode, ainda, suscitar alguns assuntos. Quem poderia tirar proveito de uma desidratação de um caso feito com altruísmo e seriedade?

Com certeza estas informações distorcidas vêm também de cabeças distorcidas na tentativa de começar a sua propaganda politica para as próximas eleições. A cultura do nosso povo já mostrou – em épocas nem tão longe assim – que qualquer informação calcada na mentira e difamação vira-se contra o próprio feiticeiro.


TAGS:

LEIA TAMBÉM
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos