Vice, o filho é teu!

Editorial
Guaíra, 20 de agosto de 2015 - 15h56
Foto reprodução

Foto reprodução

Não precisa de exame de DNA no programa do Ratinho, o governo que aí está é filho legítimo também do vice-prefeito Denir Ferreira dos Santos, que agora tenta de todas as formas desligar sua imagem do seu “irmão” de batalha, o atual prefeito Sérgio de Mello.

É público e notório nas redes sociais, que o vice-prefeito está manifestando interesse em um pré-candidatura a prefeito para o próximo pleito eleitoral, mas, independente, sem até agora receber a manifestação de apoio do prefeito que permanece em silêncio.

Esta não é a primeira vez que este rompimento acontece. Para entender um pouco do que está por trás de toda esta situação política, é preciso relembrar o passado. No mandato de 2005 a 2008, quando Denir apoiou Sérgio de Mello para prefeito, o noivado político de ambos durou poucos meses e o rompimento aconteceu já no início daquele governo.

Naquele pleito eleitoral, o vice-prefeito foi Dr. Alosio Lelis Santana. Denir ficou apenas de coadjuvante e, alegando falta de espaço, rompeu com os petistas desencadeando uma série de demissões de ocupantes de cargos em comissão ligados a ele.

Em 2008, lançou-se candidato a vice-prefeito, só que tendo como prefeito Claudio Armani. Depois de quatro anos, na eleição de 2012, Denir ocupou a vaga de vice-prefeito na chapa encabeçada por Sérgio de Mello. Com estratégia baseada em grandes promessas, em desconstrução dos adversários, eles acabaram vencendo as eleições.

Agora, mais uma vez, como vice-prefeito manifesta interesse em lançar uma candidatura, independente. Em post recente na internet, disse que manteria governabilidade para Sérgio de Mello, com apoio na Câmara, mas que seguiria seu sonho de ser prefeito de Guaíra.

Porém, em nenhum momento ele falou em rompimento com o governo, uma vez que correria o risco de ver seus apadrinhados políticos, que hoje ocupam diversos cargos comissionados no atual governo, serem demitidos pelo atual governante.

Como o leitor percebeu, existem muitas coisas entre o céu e a terra que a nossa vã filosofia pode interpretar. Mas, nada como um bom espanador para retirar a poeira de nossas memórias e termos a plena convicção que o governo que aí está é resultado da união do prefeito e do vice-prefeito.

Não existe possibilidade alguma de desligamento de imagens de Sérgio de Mello e Denir Barulho. Até 31 de dezembro de 2016, eles são responsáveis diretos por tudo que der certo ou errado na atual administração. Se assim, também são corresponsáveis pelas promessas apresentadas na eleição de 2012, e pela conclusão do plano de governo que “venderam” para o povo.

Neste mandato, não existe PSB sem PT ou PT sem PSB. Estão juntos e misturados. Se querem realmente romper, que façam isto como deve ser, tendo uma postura oposicionista, de fiscalização ao atual governo e peçam para que todos os ocupantes de cargos comissionados que pertençam ao seu grupo político, deixem o governo, e para isso apresentem as justificativas.

A população não será enganada novamente com este jogo de cena. Se hoje vivemos uma crise sem precedentes na administração pública, as responsabilidades devem ser atribuídas tanto ao prefeito como ao vice, que são colaboradores mútuos deste desgoverno que se instalou em Guaíra.   


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente