Guaíra segue estado em prorrogação de quarentena até 31 de maio para conter coronavírus

Ritmo de contágio acelerado no estado gera aumento crítico em número de infectados e mortes por COVID-19; isolamento social precisa chegar a, pelo menos, 55%

Cidade
Guaíra, 10 de maio de 2020 - 11h02

O Governador João Doria confirmou na sexta-feira (8) que a possibilidade de flexibilização da quarentena em São Paulo está suspensa em todos os 645 municípios paulistas até 31 de maio. A prorrogação se deve ao ritmo acelerado de contágio do coronavírus e o aumento crítico no total de infectados e de mortes por COVID-19, com risco iminente de colapso no sistema de saúde.

“Como Governador de São Paulo, eu gostaria de dar uma notícia diferente, mas o cenário é desolador. Teremos que prorrogar a quarentena até o dia 31 de maio. Queremos em breve poder anunciar a retomada gradual da economia, como está previsto no Plano São Paulo”, disse Doria.

Segundo o prefeito José Eduardo, Guaíra segue a determinação do estado. “Adotar a quarentena não é uma tarefa fácil. Mas, através do nosso decreto municipal, o comércio está conseguindo trabalhar de portas fechadas e atender o consumidor através de telefone e redes sociais. Só pedimos mais conscientização das pessoas para que , quando saírem de casa, que utilizem máscaras, que são obrigatórias em todos os locais públicos de uso comum”, disse o chefe do Executivo.

A aceleração acentuada da contaminação por coronavírus em São Paulo coincide com a queda sensível nos índices de isolamento social em todo o Estado. A média paulista chegou a 47% na última quinta (7), muito longe da taxa considerada ideal, de 70%, e abaixo do mínimo de 55% estipulado como nova meta pelas autoridades em saúde.

A decisão do Governo do Estado foi avalizada integralmente pelos especialistas do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo. O grupo é coordenado interinamente pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas – o médico infectologista David Uip, que já teve COVID-19 e conseguiu superar a doença, se afastou novamente da coordenação por recomendação médica.

Nos últimos 30 dias, o avanço da doença subiu 3.300% no interior e litoral e 770% na capital. Guaíra continua com dois casos confirmados da doença, segundo boletim de sexta-feira (08), três suspeitos, um óbito em investigação, 40 em isolamento social e 33 casos descartados.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente