Indivíduo tenta assediar criança no caminho para escola

O capitão da Polícia Militar de Guaíra André Hannickel informou que a PM está monitorando a região para encontrar o suspeito e que, quem souber a identidade do mesmo, que denuncie pelo 190 ou 3331 – 3881

Policial
Guaíra, 11 de abril de 2019 - 10h59

Nessa semana, foram publicados vídeos pelas redes sociais de um indivíduo que estaria assediando crianças em Guaíra, no momento em que elas se dirigem à escola…

Em duas imagens, aparece um homem de bicicleta, com boné abaixado, rondando a região do bairro Paranoá, na Rua 26, no horário em que estudantes passam para ir ao colégio. Por volta das 12h, ele avista uma garota e segundo declarações, tenta assediá-la. Desesperada, a menina corre e busca ajuda com uma cidadã, que a ampara e tenta acalmá-la.

”Já aconteceu comigo, ele não tentou me agarrar, mas passou e mostrou as partes íntimas. Nesse mesmo horário. Guaíra já não é mais a mesma, infelizmente” lamenta uma das possíveis vítimas, através de depoimento publicado nas redes sociais…

Em contato com o capitão da Polícia Militar de Guaíra André Hannickel, ele informa que a PM está monitorando a região para encontrar o suspeito e pede para que as pessoas que identificarem o mesmo, que liguem no 190 ou 3331 – 3881 e denunciem. ”Estamos monitorando e tentando localizar esse indivíduo. O patrulhamento está sendo intensificado nesse sentido. Pedimos para quem identifica-lo, que nos dê notícias, para que possamos tomar as medidas pertinentes” afirma…

O comandante do batalhão ainda repassou algumas dicas de segurança para que pais e responsáveis fiquem em alerta. ”Se possível acompanhem as crianças à escola, para que nunca possam ir sozinhas, ou em grupo, no mínimo em duplas para a escola, porque, normalmente, essa pessoa tem agido em lugar sem movimento e quando a vítima está sozinha”, aponta Hannickel. ”Os pais devem orientar as crianças a sempre irem para a escola em vias mais movimentadas e, se possível, acompanhadas de outra pessoa, porque isso minimiza o risco da criança, de repente, ser molestada ou ser vítima desses indivíduos”, acrescenta…



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Policial
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos