Novas competências para o mercado de trabalho em tempos de crises

Opinião
Guaíra, 6 de maio de 2016 - 08h06

O mercado de trabalho está em crise. Isso todo mudo já sabe. A política econômica adotada por este governo desfavoreceu e, muito, as grandes empresas, mas, principalmente, as pequenas e médias empresas estão ou “roendo o osso” ou fechando as portas. Não há um incentivo por parte do governo. Entretanto, nestas linhas, o que quero escrever é o que você, como profissional, faz para driblar a crise e conquistar seu lugar neste ambiente extremamente competitivo. Já adianto que não basta apenas o conhecimento adquirido em salas de aula. Vai muito além desse fator a sobrevivência no mercado de trabalho muito saturado. Hoje possuir um curso superior tornou-se o básico. Basta vermos as salas das universidades lotadas que constataremos esta realidade. Em contrapartida, veem-se muitos profissionais – com alta capacidade técnica—desempregados. Conto-lhes uma breve estorinha aqui: há um tempo, um professor da graduação me disse que as organizações hoje estão atentas aos profissionais que possuem o chamado conhecimento em “T”. Espantei-me, pois nunca ouvira falar neste tal de conhecimento em “T”. Ele me explicou que o profissional deverá ter, para que se sobressaia em meio aos demais, além do básico, como referi acima, a capacidade de lidar com situações adversas, isto é, saber antever as mudanças do mercado. O conhecimento em “T” é, além do saber técnico, sua capacidade de se atualizar, seja por meio de livros, sites, jornais, revistas, etc. Chiavenato em seu livro “ Introdução à Teoria Geral da Administração” escreve que “ o mundo mudou e vai mudar cada vez mais. Estamos vivendo uma era de mudanças, incertezas, complexidade e perplexidade. ” Por isso, o profissional deve dominar estas mudanças e se adaptar a elas. Outro ponto fundamental está relacionado à motivação, isso porque um profissional motivado, para as organizações, é um elemento de sucesso. Qual empresa não gostaria de ter em seu quadro de colaboradores alguém que tenha motivação, que saiba dar seu melhor. Este tema eu trabalhei juntamente no meu TCC (Trabalho de conclusão de curso). Motivação, em outras palavras, é o impulso, a energia para que você percorra seus objetivos. Vale lembrar também que Ética é um dos elementos que se sobressaem quando um indivíduo é avaliado pelo entrevistador durante uma entrevista de emprego. Como disse, não basta ter apenas conhecimentos técnicos para que você seja “fisgado” pelo mercado de trabalho. Todavia, é sua capacidade de possuir jogo de cintura, conhecer o mercado e suas exigências. Estamos em uma nova Era, denominada por estudiosos como Era da Informação. Se você e eu queremos nos sobressair em meio à extrema concorrência, não podemos, de fato, nos acomodar; é preciso a capacidade de se aprimorar e, principalmente, nos atualizarmos. Outro quesito importantíssimo é o networking, que são as redes de relacionamentos que são construídas no decorrer de nossa vida profissional. Ela é fundamental para nossa sobrevivência no mercado de trabalho. Em resumo, as novas competências exigidas pelo mercado estão se atualizando e exigindo muito mais dos profissionais de qualquer área; por isso, sem dúvida, é nossa obrigação, ainda mais em tempos de crise econômica, onde há pouca oferta de vagas disponíveis e grande procura, por parte da população, de empregos. Se quisermos nos destacar nesse mercado, devemos sempre estar em constante aprendizado.


TAGS:

Ricardo Sorati

Ricardo Sorati, 27, é graduando de Administração de Empresas pela Faculdade Barretos.

Ver mais publicações >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente