Prefeitura faz a entrega oficial do prédio da faculdade

A partir de agora, a Kheiron Educacional deverá buscar, novamente, no Ministério da Educação, os pedidos de autorização para implantação dos cursos de graduação e pós-graduação

Cidade
Guaíra, 17 de julho de 2020 - 14h05

Após oito anos entre anúncios e problemas, a prefeitura anunciou na manhã de sexta-feira, 17, que o prefeito José Eduardo fez a entrega do prédio da faculdade presencial para a empresa responsável, na última terça-feira (14 de julho).
A Kheiron Educacional, representada pelo professor José Eduardo Miranda assinou com o governo municipal o termo de transmissão do imóvel onde funcionou, há anos atrás, a antiga incubadora de empresas.
Para o prefeito José Eduardo Lelis, a solução de um problema que se arrastava há quase uma década é resultado das escolhas que sua administração fez. “Não admito avançar em novas realizações sem resolver problemas antigos. Enfrentamos o problema, resolvemos as questões jurídicas e conseguimos transmitir a posse. A partir de agora, a responsabilidade legal é dos mantenedores”, declarou.
OITO ANOS
A proposta para a vinda de uma faculdade presencial para Guaíra surgiu ainda na gestão do ex-prefeito José Carlos Augusto, quando o prédio da atngia incubadora foi doado à empresa Kheiron Educacional. O projeto de doação do prédio, que teve a participação fundamental do vereador Dr. Cecílio José Prates, foi aprovado pela Câmara Municipal. A administração ficou responsável pela realização de obras de adequação para aprovação dos cursos pelo Ministério da Educação.
Na época, uma empresa foi contratada por meio de licitação para realizar as obras, que não foram concluídas totalmente até o final de dezembro de 2012. O ex-prefeito Sérgio de Mello, que na campanha de 2012 manifestou ser contra o projeto, venceu aquele pleito eleitoral e não deu prosseguimento às obras para conclusão das adequações e muito menos à proposta da faculdade.
O prédio acabou sendo deteriorado e vandalizado, tornando-se inviável a instalação da faculdade. Denúncias elaboradas por vereadores foram encaminhadas ao Ministério Público mostrando dano ao patrimônio público. A Kheiron Educacional também entrou com ação contra o poder público. O ex-prefeito Sérgio de Mello chegou a firmar um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), com o Ministério Público se comprometendo a fazer a manutenção do prédio da incubadora viabilizando assim, sua entrega para ao responsável, que iria instalar a faculdade presencial na cidade; o que não ocorreu.
Quando assumiu sua gestão, José Eduardo determinou que sua equipe jurídica elaborasse uma ação contra a empresa responsável (contratada na gestão de José Carlos Augusto) pela obra. Em 2018, a Justiça acatou os argumentos da administração e condenou a empresa a ressarcir os cofres públicos por não terminar o projeto da reforma e adequação do imóvel.
A prefeitura então executou todas as reformas necessárias e, nos últimos dias, fez a entrega do espaço em boas condições de uso. A partir de agora, a Kheiron deverá buscar, novamente, no Ministério da Educação, os pedidos de autorização para implantação dos cursos de graduação e pós-graduação para a faculdade de Guaíra.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente