Procon mantém fiscalização contra preços abusivos durante pandemia

Objetivo do órgão é evitar o abuso de preços em produtos atinentes ao enfrentamento ao vírus

Cidade
Guaíra, 11 de maio de 2020 - 10h40

Num o período em que o Governo do Estado de São Paulo decretou medidas de isolamento social, que afetou o funcionamento de parte das atividades comerciais, a Fundação Procon SP vem realizando operações com objetivo de coibir abuso de preços em produtos atinentes ao enfrentamento do Covid-19, máscaras e álcool em gel e também nos gêneros básicos: arroz, feijão, leite e, entre outros, gás de cozinha.

Na sexta-feira dia 8 de maio, o Procon de Guaíra e o Núcleo Regional de São José Rio Preto da Fundação Procon/SP executaram uma operação fiscalizatória em cinco estabelecimentos comerciais: sendo duas farmácias, dois supermercados e  uma distribuidora de gás.

Os estabelecimentos comerciais foram notificados a apresentarem notas fiscais de compra e vendas dos produtos. O órgão, de acordo com análise nos valores de compra e venda, poderá aplicar sanções quando detectado o abuso nos preços. Desde o início do isolamento social até o momento, o Procon já fiscalizou 17 estabelecimentos  em Guaíra.

As denúncias em Guaíra poderão ser realizadas através do link: https://consumidor.procon.sp.gov.br/denunciaanonima ou no Procon Guaíra pelo telefone (17)3331-3867/3331-5865 ou endereço eletrônico: [email protected]

A prática de aumentar injustificadamente os preços de produtos está em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor e o @proconsp, enquanto instituição, que tem como compromisso garantir o equilíbrio no mercado de consumo, promete irá continuar o trabalho de enfrentamento aos maus fornecedores em todo o estado de São Paulo.

A colaboração do consumidor apontando os estabelecimentos que estão se aproveitando deste momento para obter lucros é importante para ajudar neste trabalho. Desde meados de março, com o avanço da pandemia do coronavírus, os consumidores têm enviado relatos de aumentos injustificados de preços de álcool em gel e outros itens às redes sociais do @proconsp. Até 4 de maio, foram recebidos 2.430, o que representa uma alta de 884% nas denúncias (de 247 em março para 2.430 relatos até 4/5).

Foram registrados ainda mais de 7 mil dúvidas e pedidos de orientação relacionados a problemas enfrentados em decorrência do Coronavírus.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente