Cartório convoca eleitores guairenses para o cadastramento biométrico

O cadastro deve ser feito até o final do ano, ou o eleitor correrá o risco de perder seu título e não conseguir votar nas eleições municipais de 2020

Cidade
Guaíra, 14 de fevereiro de 2019 - 12h00


Desde o dia 04 de fevereiro, até o dia 19 de dezembro de 2019, está contando o prazo para os eleitores registrados em Guaíra realizarem o cadastramento biométrico, sob risco de perderem o título e não poderem votar nas eleições do ano que vem. A identificação por biometria no pleito passa a ser obrigatória.

As datas também são válidas para quem ainda não tem título eleitoral e irá tirá-lo pela primeira vez. Pessoas com 16 anos já podem se cadastrar.

Para ambas as ações, o eleitor deve levar comprovante de residência em nome da pessoa (preferência) e algum documento oficial com foto, como RG, ou Carteira de Trabalho, ou Carteira de Reservista para os homens (para 1º título), ou CNH, etc. A CNH só não será válida para o primeiro título, contudo, para as demais operações (transferência, revisão e segunda via), será aceita. Devem trazer também, se houver, o CPF e o título eleitoral.

Para os primeiros títulos, homens entre 18 e 45 anos completos até 31/12/2018, também precisam apresentar um comprovante de alistamento militar.

“Todos os documentos devem ser originais. Reforçamos a necessidade e todos os eleitores de Guaíra a realizarem o cadastramento biométrico o quanto antes, e aqueles que ainda não tiverem o título, que compareçam para se inscrevem”, demonstra a chefe do Cartório de Guaíra, Maisa Lelis Gregório. De segunda à sexta-feira o atendimento ocorre das 12h às 18h. “Durante a semana, o ideal é que o atendimento seja previamente agendado, o que poderá ser feito no próprio Cartório, situado na Avenida 11, nº 885, entre as Ruas 18 e 20, Centro”, anuncia. Para agendar, o eleitor também pode entrar no site do TRE-SP através do link www.tre-sp.jus.br.

O Cartório ainda informa que os eleitores que já fizeram a biometria, não precisam comparecer à unidade. “A não ser que a pessoa tenha alguma dúvida se suas digitais estão corretas. Qualquer busca por informação também pode nos procurar”, finaliza Maisa.

Cadastramento Biométrico

O atendimento leva, em média, 15 minutos. Com um documento oficial, comprovante de endereço recente e título eleitoral (caso tenha) em mãos, o funcionário do cartório preenche o cadastro do eleitor no computador ou atualiza os dados fornecidos anteriormente. Depois disso o eleitor faz sua assinatura digital, é fotografado e tem as impressões digitais dos dez dedos das mãos colhidas. O novo título é entregue na hora e vem com a informação “Identificação Biométrica” impressa. A foto não é utilizada no título, e aparece apenas no caderno de votação que o mesário usa no dia das eleições.

A biometria é uma tecnologia adotada pela Justiça Eleitoral para dar mais segurança à identificação do eleitor. Quem deixou de votar em alguma das eleições passadas e não justificou sua ausência não poderá realizar o cadastro biométrico sem antes pagar multas referentes a estas votações. Para cada ausência há uma multa, no valor de R$ 3,50, sendo que em uma eleição com dois turnos, se o eleitor faltou em ambos, precisará pagar duas multas. A guia para o pagamento da notificação pode ser solicitada no próprio cartório, mas para facilitar o processo também existe a possibilidade de imprimir o boleto no site do TRE-SP.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS EM Cidade
Ver mais >
Acompanhe nossas atualizações. Siga-nos