Aberração

Editorial
Guaíra, 9 de abril de 2017 - 07h01

Assim como a população brasileira, Marina Silva (ex-candidata presidencial e fundadora da Rede) não se conformou com a proposta da “Reforma Política” e criticou o documento, chamando-o de “legítima aberração”.

Ela não deixa de ter razão já que o Congresso alterou todo o objetivo da reforma, criada pelo Ministério Público Federal com o apoio dos brasileiros. Os governantes não ligaram para as necessidades dos eleitores e simplesmente lançaram propostas incabíveis!

Para Marina Silva, a sugestão do Financiamento Público de Campanha é um “super-fundo partidário”, o que ela não deixa de ter razão. Se o cidadão quer mais participação na política, a proposta dos políticos contraria isso e é desanimadora: o voto em lista fechada.

A “bandidagem” lá de Brasília deve pensar que os brasileiros são tontos e ignorantes. Eles estão deixando de solucionar problemas e criando mais!

A ex-candidata ainda declarou que a Justiça Eleitoral precisa ser “exemplar” e evitar essa canalhice, não deixar que estes abusos sejam concretizados em lei.

Outro assunto no meio dessa palhaçada toda: os governantes também incluíram na proposta a Anistia ao crime de caixa 2 e ao projeto de lei que pune o abuso de autoridade. Isso não é piada… Na verdade, quando estuda-se o que eles querem aprovar, a vontade é de sentar e “chorar”.

Caso passe pelo Congresso, estas serão novas maneiras de barrar a Lava-Jato e aceitar todo e qualquer tipo de corrupção no governo! A mudança é necessária e ela só ocorrerá se a nação tomar atitudes e mostrar quem é o verdadeiro dono do país: aquele que paga, ou seja, o cidadão brasileiro!


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente