Acabou-se o que era doce!

Editorial
Guaíra, 21 de maio de 2017 - 07h29

A tão esperada Festa do Peão de nossa cidade acaba hoje! Os mais antigos sempre disseram que o melhor deste evento é esperar por ele. Mas, no nosso caso, foi tão bom antes, durante e depois.

Deixamos, em nome de toda a população, nossos agradecimentos a esta comissão organizadora, que durante muito tempo preparou o que havia de melhor em termos de infraestrutura, em grade de shows, em organização.

Sempre há os críticos de plantão, que por melhor que se ofereça, haverá sempre os descontentes que, por um motivo ou outro, não estão satisfeitos com a vida.

Claro que em um evento grande como o que se tornou a festa do Peão em nossa cidade, sempre haverá um pormenor que necessita e pode ser melhorado para as próximas edições.  Por exemplo, a questão da segurança no sentido de coibir o uso de substâncias ilícitas.

Mas, os mais otimistas viram este evento como uma grande alavanca para o comércio de Guaíra, principalmente porque houve uma preocupação por parte dos organizadores, de contratar serviços originais de Guaíra.

Antes mesmo de se fechar o balancete já sabíamos que: Bebidas oferecidas na festa foram compradas em Guaíra; Areia foi comprada aqui; Cercamento, o que tinha em Guaíra, foi alugado; Arena e bretes são daqui; Carro de som na rua de Guaíra; Banheiros de luxo e funcionários de bilheteria e limpeza da cidade; Um eletricista de Guaíra; Todos os dias se apresentaram cantores do município; Todas as publicidades (mais de 100 mil) foram gastas em Guaíra; Mesas e cadeiras todas alugadas aqui; Comércio de Guaíra vendendo como não vendia há 4 anos para festa de peão… Só não foi contratado em  Guaíra, o que não tinha aqui.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente