De ré a presidente do PT

Editorial
Guaíra, 8 de junho de 2017 - 09h55

Neste último final de semana, o Partido dos Trabalhadores (PT) elegeu a senadora Gleisi Hoffmann (PR) como nova presidente da legenda.

A eleição ocorreu durante a convenção nacional da sigla em Brasília. A parlamentar, que era a favorita na disputa, substituirá Rui Falcão. É a primeira vez que o partido tem uma mulher na presidência.

Um partido que levanta a bandeira das diretas, mas que pela primeira vez em 15 anos elegeu um presidente de forma indireta. E a eleita é ré pela Lava Jato.

Gleisi foi indiciada, em 2016, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por pedir e receber, segundo o Ministério Público, R$ 1 milhão desviados do esquema na Petrobras. Além disso, Hoffmann também foi citada por três delatores da Odebrecht. Eles relataram pagamentos feitos a pedido do marido dela, Paulo Bernardo, quando ele era ministro dos governos Dilma e Lula. Os recursos teriam abastecido as suas campanhas para a prefeitura de Curitiba em 2008; para o Senado em 2010; e para o governo do Paraná em 2014.

Na Suprema Corte, ela também responde a outro inquérito. A investigação não faz parte da Lava Jato e apura o envolvimento da senadora em irregularidades em contratos do Ministério do Planejamento com empresa de gestão de empréstimos consignados.

Agora, fica a pergunta: com que moral o PT pode atacar uma eventual eleição indireta pelo congresso, que provavelmente elegerá alguém também réu na Lava Jato, onde praticamente 100% se elegeu através de dinheiro desviado pelo governo em troca de apoio político?

Se alguém tinha alguma dúvida que o PT foi engolido pelo sistema, suas eleições internas de agora dissiparam todas elas. O PT é o Sistema. E o cheiro que exala de lá é insuportável.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente