Nem tudo é culpa da limpeza pública

Editorial
Guaíra, 26 de novembro de 2017 - 10h20

Nossa redação sempre foi uma caixa de ressonância dos problemas da nossa sociedade. Por aqui chegam as reivindicações das mais simples, até as mais complicadas. Mas, todas elas sempre têm a sua razão de ser e merecem considerações.

Porém, não estamos sozinhos, temos visto, inclusive através das redes sociais, que os munícipes postam suas reclamações com comentários e fotos, clamando por soluções.

Pois bem, somos testemunhas de que o serviço de Limpeza Pública do Município tem tentado fazer a sua lição de casa com critério. Um exemplo disso é a Mata do Bairro Taís, que foi totalmente rastelada, limpa, totalmente asseada. No entanto esta limpeza não está durando por causa da própria população. Não estão conservando o serviço que foi feito pela prefeitura. Se continuarem a jogar detritos na Mata, em breve, aquele local vai se tornar, novamente um “lixão a céu aberto”.

Infelizmente, este não é o único exemplo!

Lá no finalzinho da Cohab II, na Estrada do Boiadeiro, também acontece semelhante atitude. A prefeitura retira os entulhos, faz a limpeza do local, tão necessária para a saúde da população, e logo depois a própria comunidade continua a acumular entulhos e lixos e jogá-los no mesmo local.

Todos sabem que o acúmulo dessas imundícies atraem os animais peçonhentos, tão nocivos à saúde do cidadão.


TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM
Ver mais >

RECEBA A NOSSA VERSÃO DIGITAL!

As notícias e informações de Guaíra em seu e-mail
Ao se cadastrar você receberá a versão digital automaticamente